Canal VE

13 de abril de 2024

Capitais brasileiras colocam ônibus elétricos no transporte público

Ônibus elétrico tem 12,5 metros de comprimento e está pintado de verde e azul

Ônibus elétrico da empresa Eletra passa a integrar o transporte metropolitano de Vitória (ES). Foto: Divulgação/Eletra

A eletromobilidade vai ganhando mais espaço no transporte público das grandes cidades. A última capital a disponibilizar um ônibus elétrico para os munícipes foi Vitória (ES). Antes, Salvador (BA) e Curitiba (PR) também anunciaram, em setembro de 2022, projetos de mobilidade elétrica no transporte público.

O primeiro dos quatro veículos elétricos adquiridos pelo governo capixaba fez o primeiro teste no trecho entre o Terminal Campo Grande, em Vitória, até o Terminal de Laranjeiras, em Serra (ES), em 27 de setembro de 2022. A operação oficial começa em outubro.

O e-Bus da empresa Eletra é inteiramente fabricado no Brasil, com tecnologia nacional, inclusive no conjunto de baterias. 

De acordo com o Secretário de Mobilidade Urbana do Espírito Santo (Semobi), Fábio Damasceno, os novos ônibus elétricos servirão para melhorar a qualidade de vida da população. “O e-Bus vai entrar no batente, não será ônibus de enfeite. Esperamos receber os outros três ônibus nos meses de outubro e novembro”, disse.

Para a presidente da Eletra, Milena Romano, a parceria no Espírito Santo consolida a marca no cenário nacional. “A Eletra existe há mais de 20 anos. Começamos desenvolvendo trólebus, depois ônibus e caminhões híbridos. Produzimos o primeiro ônibus nacional 100% elétrico há mais de oito anos e agora chegou o momento de ampliar nossa produção do e-Bus para atender todo o mercado brasileiro”, afirmou.

O e-Bus Eletra que entra em operação em Vitória tem 12,5m de comprimento, capacidade para 70 passageiros, ar condicionado, wi-fi, entretenimento a bordo e o INbus, sistema que permite a visualização da lotação em tempo real.

O veículo foi produzido pela Eletra em parceria com a Mercedes-Benz (chassi), Caio (carroceria) e WEG (motor elétrico, inversor e bateria), sendo 100% brasileiro.

Tem autonomia de 140 km a 250 km, com recargas de oportunidade e velocidade máxima de 60 km/h. O tempo total de recarga é de três horas. 

Salvador

Desde o início de setembro de 2022 o governo da Bahia já conta com ônibus elétricos da BYD em sua frota do transporte metropolitano de Salvador. Ao todo, 20 ônibus da marca foram adquiridos. Eles vão circular nas linhas Ilha de São João x Terminal Pituaçu e Kartódromo (Praia de Ipitanga) x Terminal Pituaçu.

Ônibus elétrico da BYD estacionados em pátio
Ônibus elétricos da BYD integram a frota do transporte metropolitano de Salvador. Foto: Divulgação/BYD

Os 20 ônibus elétricos são do modelo padron D9W (piso baixo) e contam com carroceria Marcopolo. Com a aquisição, a região metropolitana da capital baiana passou a ter o maior número de ônibus elétricos em circulação no país, à frente de São Paulo (18) e São José dos Campos (12).

Segundo estimativa da BYD, um ônibus elétrico reduz a emissão em mais de 184 toneladas de gás carbônico na atmosfera, o equivalente ao plantio 1.311 árvores por ano.

Curitiba

A capital paranaense também aproveitou o mês de setembro para demonstrar os benefícios de um ônibus elétrico para a população. O veículo elétrico da fabricante chinesa Higer circulou por cinco dias (de 19 a 23 de setembro de 2022) com o objetivo de fornecer dados técnicos e operacionais para definir as regras da futura licitação de compra.

De acordo com a administração municipal, o Plano de Ação Climática (PlanClima) da cidade prevê que os ônibus elétricos representem 33% da frota do transporte público de passageiros até 2030. A expectativa é que até 2050, todos os ônibus sejam elétricos.

Ler o Anterior

Nova atualização garante mais autonomia para o Peugeot e-208

Ler o Próximo

Astro da Seleção, Neymar Jr. aposta em carro elétrico cheio de estilo

Deixar uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Popular