Canal VE

18 de maio de 2024

CPFL inaugura eletroposto na Rodovia D. Pedro I, em Campinas

Eletroposto da CPFL

Eletroposto montado no Km 129 da Rodovia D. Pedro I, em Campinas (SP). Foto: Rubens Morelli/Canal VE.

Campinas (SP) foi escolhida pela CPFL Energia para o início de um novo plano de investimentos da empresa em eletromobilidade, a partir de um eletroposto com dois carregadores de 60 kW de potência e capacidade para carregar quatro veículos simultaneamente, instalado no Km 129 da Rodovia D. Pedro I, no estacionamento da loja Decathlon. 

A instalação do equipamento já havia sido noticiada pelo Canal VE em junho de 2023, mas ele só teve a inauguração oficial em 20 de outubro de 2023. O eletroposto, desenvolvido em parceria com a Moura, ITEMM, UFPE, IATI e CPFL Soluções, utiliza energia elétrica gerada por painéis fotovoltaicos e está disponível no local para abastecimento de veículos elétricos e híbridos. 

A CPFL Energia informou um investimento de aproximadamente R$ 45 milhões, até 2024, em projetos de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação com recursos PDI Aneel e Capex que auxiliarão o mercado a explorar modelos de negócios sustentáveis e inovadores, expandindo, assim, a mobilidade elétrica no Brasil. 

Na inauguração do eletroposto, o CEO da CPFL Energia, Gustavo Estrella, disse que a eletromobilidade está em plena expansão, e que o mercado deve acompanhar esse crescimento. 

“O desafio da eletromobilidade não é só da CPFL, mas sim do mundo inteiro. O desafio é ganhar escala. Um dos maiores desafios que a gente tem, quando se fala em mobilidade elétrica é o carregamento”, falou Estrella. 

“No Brasil nós temos cerca de 50 mil veículos elétricos e híbridos plug-in, e aproximadamente 4 mil carregadores. Para se ter uma ideia da dimensão do desafio que a gente tem, a China tem 17 milhões de veículos elétricos com mais de 7 milhões de carregadores. E uma coisa depende da outra. A expansão dos veículos elétricos no Brasil depende dos carregadores e vice-versa”, completou.

 

Projeto serve de estudo

De acordo com a CPFL Energia, a utilização do novo eletroposto em Campinas ajudará a empresa e seus parceiros a entender na prática possíveis modelos de negócios que poderão ser aplicados para esse tipo de serviço, além de aprimorar definições regulatórias e legais que tornarão o uso viável à sociedade.

Para a construção do carport, foram instalados 30 módulos de 540 W, que possui 16,20 kWp. Além disso, utilizaram um inversor de 12,5 kW, dois carregadores de 60 kW e um BESS (Battery Energy Storage System) de 100 kW de potência e 200 kWh de capacidade da Moura, empresa responsável pela instalação do empreendimento como um todo. Os plugues disponíveis são do tipo CCS 2 e CHAdeMO (corrente contínua), além de entradas para cabos do tipo 2 (corrente alternada).

As recargas serão cobradas, já que o projeto contempla a avaliação do modelo de negócio. O valor será de R$ 2,00 por kWh consumido, e a cobrança começa a valer em novembro de 2023.

Outra novidade apresentada foi a Plataforma de Eletromobilidade, um aplicativo criado para aprimorar as soluções de recarga elétrica no local. Essa plataforma viabilizará o agendamento do eletroposto, os pagamentos e também disponibilizará serviços, como o monitoramento de dados obtidos via telemetria veicular.

 

Ler o Anterior

GWM desmonta Haval H6 para comprovar qualidade do modelo

Ler o Próximo

ABVE contesta governadores de São Paulo e de Minas Gerais

One Comment

  • Olá, estou com dificuldade de recarregar meu carro elétrico plug GB/T TIPO 2 DC, para Ac eu tenho adaptador mas para corrente continua DC não tem em campinas.
    Somente em Campinas CCS 2 E CHADEMO 2 DC, será possível ter alguns carregadores tipo PLUG GB/T 2 modelos chinês DC E AC.

Deixar uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Popular