Canal VE

13 de abril de 2024

BYD apresenta linha completa de recarga para veículos elétricos

BYD Tan ao lado do equipamento de recarga Grid Zero

Grid Zero, carregador da da BYD com 210 kW de potência, carrega o Tan de 30% a 80% em 30 minutos. Foto: Guilherme Tristão/Canal VE.

A BYD lançou uma linha completa de soluções em carregamento de veículos elétricos e híbridos plug-in para o Brasil, desde a geração de energia até a recarga, fortalecendo o ecossistema da eletromobilidade no país. O anúncio ocorreu em evento realizado no Parque Villa Lobos, em São Paulo, em 22 de março de 2024.

A greentech chinesa tem, em sua linha, dois carregadores AC (corrente alternada), de 7 kW e 22 kW, para aplicações residenciais e comerciais, e modelos DC (corrente contínua), de 60 kW, 120 kW, 150 kW, 180 kW, para aplicações de recarga rápida e ultrarrápida, e ainda o Grid Zero, de 210 kW, modelo que utiliza a tecnologia das baterias criadas pela própria empresa para ser mais barato, seguro e eficiente. 

Segundo a empresa, o Grid Zero é um modelo de ultra tecnologia que tem um consumo mais equilibrado de energia, aliviando a rede, diferentemente de outros modelos. Apesar de conseguir entregar uma potência de recarga de 210 kW, ele consome somente 60 kW da rede. 

Detalhe do painel do carregador Grid Zero, da BYD
Grid Zero tem 210 kW de potência máxima. Foto: Rubens Morelli/Canal VE.

Além disso, no momento em que não estiver sendo usado, o carregador Grid Zero armazena a energia na bateria. Assim, ao carregar um veículo, é usada parte da energia da rede e parte da bateria.

“A BYD tem como missão incentivar o uso de tecnologias que não poluam. É fundamental investirmos e incentivarmos a melhoria da infraestrutura de carregamento para ampliar o acesso aos carros elétricos. O Brasil é um país de dimensões continentais e devemos espalhar a estrutura de recarga em todas as regiões e os carregadores da BYD vão ajudar a atingir esse objetivo” afirma Tyler Li, presidente da BYD Brasil.

Carregador de corrente alternada (AC) da BYD em exposição
Linha de carregadores da BYD também equipamentos para aplicações residenciais. Foto: Guilherme Tristão/Canal VE.

App BYD Recharge

Aliado aos novos carregadores, a BYD anunciou o lançamento do aplicativo BYD Recharge, com mais de 2.800 carregadores online, com a integração das informações de parceiros, como Raízen, Tupinambá e Shell Recharge.

“Com o lançamento do aplicativo BYD Recharge, destacamos não apenas a nossa expertise tecnológica, mas também nosso foco na experiência do usuário. Com tecnologia proprietária e inteligência artificial, estamos moldando um ecossistema em que a mobilidade elétrica é tão acessível e conveniente, que se torna a escolha óbvia para todos”, afirma Davi Bertoncello, CEO & fundador da Tupinambá.

Além disso, a greentech reafirma a parceria com a Raízen Power, licenciada da Shell Recharge no Brasil, na Argentina e no Paraguai. 

Anunciada recentemente, a aliança entre as empresas irá inaugurar 30 hubs dedicados à recarga elétrica com a solução Shell Recharge em oito capitais do Brasil, com energia 100% limpa e renovável nos próximos três anos. Serão aproximadamente 600 novos pontos de recarga DC, que somam mais 18 MW de potência instalada, em âmbito nacional.

Stella Li discursa em cima do palco diante da plateia
Stellla Li, vice-presidente global da BYD, discursa em evento de apresentação dos carregadores. Foto: Rubens Morelli/Canal VE.

Geração e armazenamento

O ecossistema de recarga da BYD inclui a geração de energia solar, por meio de painéis fotovoltaicos, e armazenamento da energia por meio de baterias, oferecendo custo zero para a recarga dos veículos, sem a necessidade de utilização da rede elétrica.

De acordo com a empresa, a BYD Energy já atingiu a marca de 2,3 milhões de módulos fotovoltaicos produzidos no Brasil. Ainda nesse segmento, a companhia passou a oferecer o EPC (Engineering, Procurement and Construction), ou seja, o desenvolvimento do projeto de grandes usinas solares do início ao fim. A junção de módulos fotovoltaicos e EPC pretende ampliar a capacidade de geração de energia limpa e trazer soluções de tecnologia para os clientes, ampliando as possibilidades de carregamentos para veículos elétricos. 

Com esse serviço, já firmou parceria com a Raízen Gera Desenvolvedora, joint venture entre a Raízen e o Grupo Gera, dedicada a projetos de geração distribuída.

“No Brasil, o maior desafio para o recarregamento rápido é a infraestrutura de rede. Esses produtos chegam para facilitar e ajudar a solucionar esse tipo de problema. Assim, mesmo em locais mais distantes, é possível a instalação de um recarregador ultrarrápido ligado a uma bateria de armazenamento”, explica Rodrigo Garcia, gerente sênior de P&D da BYD Energy.

Ler o Anterior

Carros eletrificados serão maioria nas vendas no Brasil até 2030

Ler o Próximo

Prefeitura de SP libera R$ 345 mi para compra de ônibus elétricos

Deixar uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Popular