Canal VE

18 de maio de 2024

Raízen Power fecha acordo com governo de MG por eletrificação

Estação Shell Recharge em Belo Horizonte

Com plano de ação para os próximos dois anos, a parceria prevê um hub de recarga e estudos para ampliar a mobilidade elétrica no estado. Foto: Divulgação/Raízen

A Raízen Power anunciou um acordo de cooperação técnica com o governo de Minas Gerais para fomentar o avanço da eletromobilidade no estado. O anúncio foi feito durante a inauguração do primeiro eletroposto de carga rápida Shell Recharge, em Belo Horizonte.

O plano de ação da Raízen Power em Minas Gerais é de dois anos. De acordo com a empresa, as ações serão: fomentar o fortalecimento das políticas públicas nas áreas relacionadas à eletromobilidade, incluindo estudos de viabilidade técnica para infraestrutura de recarga, organização de palestras e seminários e apoio institucional para o desenvolvimento do setor elétrico.

Entre as principais iniciativas, destaca-se a construção de um hub de recarga elétrica interligando pontos estratégicos da região, como o Aeroporto de Confins, Cidade Administrativa e a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

“A junção de forças é essencial para o avanço da eletromobilidade, por isso, temos impulsionado a realização de parcerias com outras empresas e incentivado o debate na área pública. Para nós, é muito significativo fazer parte de um projeto tão importante como este em um estado tão relevante quanto Minas Gerais”, comenta Rafael Rebello, diretor de mobilidade elétrica da Raízen Power.

Minas Gerais e a eletrificação

O estado de Minas Gerais é um dos mais preocupados e atentos à transição energética, já que possui uma das maiores reservas de lítio do mundo, componente primordial para a produção de baterias.

O Vale do Jequitinhonha, localizado no estado mineiro, conta com a maior reserva de lítio do Brasil. O país ocupa a sétima colocação entre as maiores reservas do mundo. E para explorar todos esses recursos naturais do país, algumas empresas operam no Vale do Jequitinhonha, entre elas a Sigma Lithium, que recentemente foi alvo de disputa entre BYD e Tesla, que buscam a compra da mineradora.

Além de ser uma reserva natural de lítio, o estado está buscando desenvolver a mobilidade elétrica, com acordos, como o que foi feito com a Raízen.

Ler o Anterior

BorgWarner prepara expansão da fábrica de baterias do Brasil

Ler o Próximo

Eletrificação da frota de veículos já é uma realidade no Brasil

Deixar uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Popular