Canal VE

18 de julho de 2024

Moto elétrica W160S, da Watts, tem mais potência e autonomia

Duas motos elétricas W160S da Watts lado a lado

Watts W160S garante alcance de até 180 quilômetros. Foto: Divulgação/Watts.

A Watts, marca do Grupo Multi dedicada à mobilidade elétrica em duas rodas, apresentou a sua nova moto elétrica para o mercado: a W160S. O modelo oferece um design robusto e um motor de 8.000 W de potência, podendo chegar a 10.000 W, e autonomia de até 180 quilômetros.

Outra novidade é a inclusão de um carregador rápido de 15Ah como item de série do veículo. Com ele, é possível obter o carregamento completo da bateria em até quatro horas.

O novo modelo já está á disposição para venda nas mais de 40 concessionárias da Watts espalhadas por todas as regiões do País. Todas as unidades serão produzidas e distribuídas a partir das fábricas da marca em Extrema (MG) e Manaus (AM). O investimento para garantir um dos modelos da W160S é de R$ 22.990 com uma bateria e R$ 28.990 se a opção for por duas baterias.

“A W160S representa um marco no setor no que diz respeito à autonomia e potência, com design robusto e pronta para encarar qualquer tipo de percurso. Isso a coloca em um patamar de igualdade de performance com algumas das principais motos street a combustão do mercado, com a vantagem de ser totalmente elétrica, contar com sistema de ré, trazendo consigo tudo o que há de mais moderno, econômico e sustentável em mobilidade urbana”, afirma Rodrigo Gomes, fundador e diretor comercial da Watts.

Duas motos elétricas W160S da Watts lado a lado
O modelo W160S oferece um design robusto e um motor de até 10.000 W de potência. Foto: Divulgação/Watts.

Garantia e revisão gratuita

A Watts oferece garantia de fábrica de dois anos do motor e da bateria do novo modelo. Contando com ampla rede de concessionárias no Brasil, a marca oferece ainda facilidade de acesso às revisões programadas, que são gratuitas.

Para Rodrigo Gomes, isso se reflete na confiabilidade dos consumidores. “A Watts conta com um programa de revisão programada para garantir maior durabilidade de seus veículos elétricos. Tudo isso com mão de obra especializada e sem nenhum custo. A análise geral da moto é feita quando o veículo completa 1.000 km e 5.000 km. Também recomendamos revisões específicas em outras quilometragens, todas listadas em manual”, finaliza Gomes.

Ler o Anterior

Infraestrutura de recarga é tema de debate no Canal Conecta

Ler o Próximo

Seres tem meta de vender 50 mil VEs na América Latina até 2026

Deixar uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Popular