Canal VE

13 de abril de 2024

Fórmula E quebra recorde da Fórmula 1 com uma piloto mulher

Piloto Reem Al Aboud é uma mulher e está sentada sobre o carro da Fórmula E

A piloto saudita Reem Al Aboud acelerou de 0 a 60 mph (0 a 96 km/h) em 2,49 segundos. Foto: Divulgação/Fórmula E.

Na semana do Dia Internacional da Mulher, a piloto saudita Reem Al Aboud estabeleceu um novo recorde de aceleração para carros monopostos de corrida, a bordo de um Fórmula E, superando o antigo recorde de um Fórmula 1. Ela acelerou de 0 a 60 milhas por hora (o equivalente a 0 a 96 km/h ou 27 m/s) em 2,49 segundos, 11 centésimos de segundo mais rápido que a marca anterior, de 2,60 s. Assista ao vídeo mais abaixo nesta página.

A marca histórica, descrita pela Fórmula E como “um momento marcante para o automobilismo”, foi alcançada em Londres, em 6 de março de 2024, com o carro de corrida elétrico GenBeta da Fórmula E, um veículo Gen3 “desbloqueado”, ou seja, o mesmo carro utilizado nas corridas da categoria, mas sem as limitações eletrônicas ou de regulamento. Assim, o carro utilizado para o recorde contou com 400 kW de potência (543,8 cv) e algumas melhorias dos parceiros da Fórmula E: Hankook Tire, Sabic, ABB e Google Cloud.

Além de estabelecer um novo recorde provando a maior eficiência dos veículos 100% elétricos, o feito de Al Aboud contribuiu para a missão da Fórmula E de quebrar barreiras para as mulheres no automobilismo.

Carro da Fórmula E acelera em pista durante à noite
Recorde de aceleração foi registrado em Londres, em 6 de março de 2024. Foto: Divulgação/Fórmula E.

“Fazer parte deste momento marcante é a realização de um sonho. Não se trata apenas de velocidade; trata-se de quebrar barreiras e mostrar o imenso potencial das mulheres no automobilismo. A Fórmula E me deu a plataforma para fazer uma declaração, e eu me sinto honrada por fazer parte desta jornada em direção à igualdade de gênero nas corridas”, falou a piloto saudita, logo após o feito.

“O marco alcançado por Reem é uma prova do que defendemos na Fórmula E: inovação, igualdade e competição. Seu sucesso não é apenas uma vitória para a Fórmula E, mas um salto em frente para a inclusão nas corridas, e todos nós nos juntamos a ela na celebração deste marco, especialmente na semana do Dia Internacional da Mulher”, afirmou Jeff Dodds, CEO da Fórmula E.

Confira o vídeo:

Detalhes do recorde

O carro GenBeta é o resultado do programa de inovação e desenvolvimento criado pela Fórmula E e pela FIA (Federação Internacional de Automobilismo), que utiliza o carro de corrida totalmente elétrico Gen3 com 400kW de potência e aprimorado pelos parceiros da categoria, representando o auge da tecnologia de uma corrida elétrica. 

Por meio de inteligência artificial alimentada pelo Google Cloud, foi possível analisar dados de desempenho de telemetria em tempo real, permitindo que Reem Al Aboud estabelecesse o novo recorde de aceleração e ultrapassasse os limites do automobilismo elétrico.

Visão traseira do carro GenBeta, da Fórmula E, durante à noite
Carro GenBeta, da Fórmula E, tem 400 kW de potência. Foto: Divulgação/Fórmula E.

Próxima parada é em São Paulo

A 10ª temporada do Campeonato Mundial de Fórmula E da ABB FIA continua em 16 de março de 2024, quando os holofotes se voltam para o Brasil no E-Prix São Paulo, no circuito de rua montado no entorno do Sambódromo do Anhembi, por onde os carros Gen3 vão acelerar a mais de 200 km/h. Os ingressos para a corrida estão disponíveis para compra na bilheteria oficial do evento.

Mapa mostra circuito que será utilizado pela Fórmula E, em São Paulo
Mapa do circuito de rua a ser montado no entorno do Sambódromo do Anhembi para o E-Prix São Paulo. Foto: Divulgação/Fórmula E.

Ler o Anterior

Stellantis anuncia investimento de R$ 30 bi na América do Sul

Ler o Próximo

Carros elétricos terão produção mais barata que os a combustão

Deixar uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Popular