Canal VE

20 de julho de 2024

Em final emocionante, Sam Bird vence o E-Prix São Paulo 2024

Vestindo macacão laranja da McLaren, Sam Bird cerra os punhos para comemorar vitória

Sam Bird, da McLaren, comemora a vitória no pódio. Foto: Divulgação/Fórmula E.

Com uma ultrapassagem emocionante a poucos metros do fim, o britânico Sam Bird, da equipe Neom McLaren venceu o E-Prix São Paulo 2024 de Fórmula E, superando seu antigo companheiro de equipe Mitch Evans, da Jaguar. Oliver Rowland, da Nissan, também aproveitou as últimas curvas para garantir seu lugar no pódio no circuito montado no Sambódromo do Anhembi.

A quarta etapa da 10ª temporada do Campeonato Mundial ABB Fia de Fórmula E, realizada em 16 de março de 2024, foi muito equilibrada, desde o início, com disputas acirradas pelas posições em todo o pelotão, provando por que a pista, com longas retas e frenagens intensas, é uma das preferidas dos pilotos.

No fim, prevaleceu a insistência de Sam Bird, que disse ao longo da semana que desejava vencer na terra de Ayrton Senna pilotando uma McLaren. No pódio, o piloto britânico não escondeu a emoção. Foi a primeira vitória dele com a equipe. 

Entre os brasileiros, Lucas Di Grassi, da equipe ABT Cupra, teve bastante trabalho no meio do pelotão, e acabou na 13ª posição, depois de largar em 15º. Já Sérgio Sette Câmara, da equipe ERT, cruzou a linha de chegada na 16ª posição, mas sofreu uma punição e acabou desclassificado após o fim da prova.

Carros de Sam Bird e de Mitch Evans fazem curva no circuito de São Paulo
Sam Bird e Mitch Evans disputaram a liderança da corrida palmo a palmo. Foto: Divulgação/Fórmula E.

Calor e experiência do público

O público que compareceu ao Sambódromo do Anhembi sofreu com o sol forte e as altas temperaturas registradas na capital paulista neste fim de semana. Os pontos de hidratação disponibilizados pela organização da Fórmula E foram muito requisitados. Alguns deles não funcionaram como o esperado, e a organização ofereceu gratuitamente as garrafinhas de água que seriam comercializadas.

Outra dificuldade enfrentada pelo público no ano passado, a alimentação, foi melhorada em 2024, com mais pontos disponíveis e maior variedade de produtos. Os preços, no entanto, não agradaram.

Já os acessos, tanto à área do evento como às arquibancadas, melhoraram em relação ao ano anterior, com mais informações por parte das equipes da organização, e maior controle do fluxo de pessoas, devidamente identificadas com os setores comprados. 

E apesar de uma dúvida inicial em relação à cobrança dos ônibus elétricos na linha especial montada entre a estação Tietê-Portuguesa, do metrô, e a Avenida Olavo Fontoura, que dá acesso ao Anhembi, os veículos fizeram a transferência dos passageiros gratuitamente ao longo de todo o dia.

Além da corrida, o público que compareceu ao evento também pôde conferir diversas novidades relacionadas à eletromobilidade em estandes montados em áreas especiais para os fãs. Um dos eventos paralelos mais concorridos foi o Gaming Arena, uma área dedicada a simuladores de corrida, que esteve lotado até mesmo durante a corrida.

Carros da Fórmula E aceleram pelo Sambódromo do Anhembi na largada da corrida
E-Prix São Paulo registrou alta competitividade desde a largada. Foto: Divulgação/Fórmula E.

 

 

Ler o Anterior

Saiba como chegar ao e-Prix São Paulo de Fórmula E no Anhembi

Ler o Próximo

Raízen e 99 ampliam parceria em recargas para motoristas do app

Deixar uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Popular