Canal VE

20 de julho de 2024

Brasil terá 35 milhões de veículos elétricos até 2040, diz PwC

Imagem mostra tráfego intenso de veículos em avenida de uma grande cidade no período noturno

O etanol representa a escolha de 30% dos proprietários de carros flex. Foto: Envato/Elements.

Os resultados das vendas de veículos eletrificados no Brasil no primeiro trimestre de 2023 confirmaram a tendência de alta do segmento verificada nos meses anteriores. E esse crescimento deve seguir pelos próximos anos, até atingir 35 milhões de veículos elétricos em 2040, de acordo com um estudo realizado pela Strategy&, consultoria estratégica da PwC Brasil.

Segundo o documento, as vendas de veículos elétricos no Brasil serão impulsionadas a partir de 2027, podendo superar a casa dos 35 milhões de veículos até o fim da próxima década. A projeção, no entanto, ressalta que a estrutura de recarga dos veículos e a disponibilidade dos modelos, em especial os comerciais, são alguns dos aspectos que podem impactar na velocidade da eletrificação da frota.

O novo estudo avalia que o aumento da eletrificação veicular implicará em uma grande redução no consumo de combustíveis fósseis. Até 2030, serão consumidos menos 8 bilhões de litros de gasolina (12% da demanda atual) e 6 bilhões de diesel (10% da demanda atual). 

Em 2040, a redução no consumo de diesel deve chegar a 41 bilhões de litros (66% da demanda atual) e a 37 bilhões de litros de gasolina (59% da demanda atual).

“A eletrificação veicular e seus impactos, principalmente, pensando em futuro é um dos principais pontos de discussão para essa pauta. Afinal, existe uma preocupação firmada na indústria de transportes quando se trata do aspecto sustentabilidade e transição energética para operação de baixo carbono”, comenta o sócio da Strategy&, Daniel Martins. 

 

Veículos pesados

Nas vendas de caminhões leves e ônibus elétricos o crescimento é estimado em 100%, em 2028. “Contudo, a viabilidade vai depender da disponibilidade de modelos para todos os nichos de veículo e da capacidade de realizar análises de Total Cost of Ownership (TCO), que significa ‘Custo Total de Propriedades’ e crédito”, completa Martins.

O levantamento também indica que as vendas serão expressivas para caminhões pesados e veículos de passeio elétricos. Para 2030, a expectativa de crescimento é de 79% e 47%, respectivamente. Em 2040, os números devem saltar para 97% de eletrificação nas vendas de caminhões pesados e 66% de veículos de passeio.

As projeções de frota total veicular apontam que em sete anos, 26% da frota de caminhões leves e ônibus estará eletrificada, a de passeio chega a 11% e os caminhões pesados a 80% em 2030. Na comparação com a frota de caminhões leves e ônibus, em 2040, 65% dos veículos serão elétricos, com 51% de caminhões pesados e 37% de passeio no mesmo ano, de acordo com as projeções da Strategy&.

Ler o Anterior

Correios instala carport para frota de carros elétricos da estatal

Ler o Próximo

Volkswagen revela detalhes de nova tração para carros elétricos

Deixar uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Popular