Canal VE

14 de junho de 2024

Aliança pela Mobilidade inclui parceiros e meta para motos

Scooter elétrica da Riba preparada para os testes do iFood

Os testes da Aliança pela Mobilidade foram realizados por motos elétricas das marcas Vammo e Riba (foto). Foto: Divulgação/Riba

A Aliança pela Mobilidade anunciou a entrada de três novos parceiros: Ifood, 99Moto e Osten. A apresentação das empresas foi feita durante um evento em celebração aos dois anos da iniciativa liderada pela 99.

Com base nos novos parceiros, a Aliança apresentou um plano que envolve o desenvolvimento da frota de motos elétricas, com o objetivo de alcançar 2 mil motos elétricas na plataforma até o fim de 2024 e 10 mil até 2025

Vale lembrar que a 99, por meio da Aliança, já conta com mais de 4 mil veículos eletrificados na plataforma e visa chegar a 8 mil veículos até o final de 2024 e 20 mil até o fim de 2025.

“A colaboração com a 99Moto e com o iFood reforçam nosso papel de liderança e inovação em sustentabilidade no setor de transporte por aplicativo, demonstrando o compromisso contínuo da 99 com a construção de um futuro mais verde e eficiente para as cidades brasileiras. Estamos redefinindo o transporte brasileiro, unindo segurança, conforto e oportunidade de mais ganhos aos motociclistas parceiros. Dos testes bem-sucedidos em São Bernardo aos avançados sistemas de telemetria, cada quilômetro percorrido com as motos elétricas é um passo rumo a um futuro mais limpo e seguro para todos”, comenta Thiago Hipolito, diretor sênior de Inovação na 99.

Além dos três parceiros anunciados, a Aliança pela Mobilidade já conta com empresas dos setores de recarga, infraestrutura, montadoras, bancos, locação de veículos e transporte por aplicativo.

Testes apontam economia e sustentabilidade

A 99 realizou testes com motos elétricas na cidade de São Bernardo, envolvendo 10 motociclistas parceiros da plataforma. No piloto, foi constatado que a substituição de uma moto a combustão por uma elétrica resulta em uma redução significativa dos custos operacionais. 

Por exemplo, um motociclista que percorre 5 mil km por mês gasta aproximadamente R$ 900 em combustível, considerando o preço de R$ 5,80 por litro (São Paulo). Com a moto elétrica, esse custo se torna fixo, uma vez que as recargas ilimitadas estão inclusas no valor do aluguel da moto, fazendo com que o motociclista tenha uma economia com manutenção e combustível de até 30%.

Os testes foram realizados com motos de duas parceiras da Aliança pela Mobilidade, a Vammo e a Riba.

Foto da celebração de dois anos da Aliança pela Mobilidade
Além da celebração de dois anos da iniciativa, foram anunciados mais três parceiros: iFood, 99Moto e Osten. Foto: Divulgação/99

Novas metas também para carros eletrificados

Com o avanço impulsionado pelas ações e parcerias dos membros da Aliança, o segmento de quatro rodas teve suas metas revistas para seguir com grandes objetivos para 2025. As primeiras metas estabelecidas para a Aliança eram alcançar 10 mil veículos eletrificados no app da 99, no próximo ano.

Com a revisão, a 99 prevê chegar aos 8 mil carros eletrificados na plataforma ainda em 2024. Já para 2025, a companhia eleva o objetivo e trabalha para alcançar 20 mil modelos elétricos e híbridos cadastrados no aplicativo.

No início, a meta também é incentivar o emplacamento no Brasil, e elevar em 10% as vendas dos carros leves no mercado nacional, além de ter ao menos 10 mil pontos de recarga públicos em todo o Brasil. Com a nova perspectiva, a companhia se compromete a ampliar para 15% a participação de veículos eletrificados na indústria de carros leves novos, aumentando 5 pontos percentuais em relação ao número inicial.

Ler o Anterior

Estudo: menos de 1% de carros elétricos novos trocaram baterias

Ler o Próximo

Jeep apresenta o Wagoneer S, o primeiro 100% elétrico da marca

Deixar uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Popular