Canal VE

18 de maio de 2024

Siemens e Brasol testam modelo para a infraestrutura de recarga

Ricardo Marchiori, gerente de desenvolvimento de negócios para eletromobilidade da Siemens. Foto: Divulgação/Siemens.

A Siemens, empresa de tecnologia, apresentou aos visitantes do Salão VE Latino-Americano, em São Paulo, três modelos de carregadores para veículos elétricos: Sicharge UC, Sicharge D e VersiCharge. É a primeira vez que os equipamentos foram exibidos em uma feira do setor.

Em um estande conjunto com a Brasol, empresa voltada ao mercado de energia solar, a Siemens deu ênfase para a modalidade “Charging as a Service” (CaaS), com um serviço customizado para a recarga dos veículos elétricos por meio da geração de energia solar.

As duas companhias estão trabalhando para construir uma infraestrutura de recarga inteligente, que deve acompanhar a evolução da frota de veículos elétricos no Brasil.

Segundo Ricardo Marchiori, gerente de desenvolvimento de negócios para eletromobilidade da Siemens, o crescimento do mercado de mobilidade elétrica no Brasil precisa ser acompanhado por uma infraestrutura de recarga robusta e de qualidade.

“Eu acredito que, muito rapidamente, nós vamos ter uma massa de usuários que ou estarão muito felizes de migrar para o carro elétrico nesse momento, ou muito frustrados. Tudo vai depender de a gente fazer com que a infraestrutura acompanhe essa massa de veículos chegar às nossas estradas e às nossas cidades. Precisamos ter eletropostos que ofereçam uma experiência positiva para os usuários, e a Siemens está disposta a trabalhar para isso”, diz.

Imagem mostra carregador rápido da Siemens, com carro próximo a ele
Carregador Siemens SiCharge-D oferece carga rápida em corrente contínua. Foto: Divulgação/Siemens.

Linha completa

De acordo com a Siemens, a linha de carregadores apresentada no VE Latino-Americano foi desenvolvida para atender diferentes tipos de uso. O primeiro carregador é o Sicharge UC, solução de carregamento flexível e robusta para garagens eletrificadas de veículos pesados, como caminhões e ônibus. A solução tem faixa de potência de 100 kW a 800 kW e várias opções de conectividade, além de ser compacto e fácil de instalar.

O segundo é o carregador ultrarrápido para espaços públicos (como rodovias), o Sicharge D, com potências entre 160 kW e 300 kW. O diferencial é o cabo, que suporta 400 amperes de pico. De acordo com a empresa, isso significa um carregamento real em 150 kW para diversos modelos de veículos elétricos disponíveis no Brasil.

O terceiro carregador da Siemens é o VersiCharge, de 7kW e 22kW. Esse modelo já está em operação desde 2022 nas localidades da companhia em São Paulo e Jundiaí para carregamento de veículos elétricos da frota da companhia e agora chega ao mercado de residências, empresas e estacionamentos.

Mão de homem segura cabo de conexão em totem do carregador VersiCharge
Carregador Siemens VersiCharge tem aplicação em residências e estabelecimentos comerciais. Foto: Divulgação/Siemens.

Modelo de negócio diferenciado

Siemens e Brasol estão trabalhando em conjunto para levar a infraestrutura de recarga para diversas localidades do Brasil em um modelo de negócio inovador. Por meio da modalidade “Charging as a Service” (CaaS), o cliente do setor industrial ou comercial é isento da compra e do gerenciamento dos equipamentos da Siemens, que ficam sob a responsabilidade da Brasol durante o período de contratação.

“Muitas vezes é preciso ligar a infraestrutura com a concessionária e o investimento acaba sendo alto, afastando os clientes de uma instalação por simples falta de previsibilidade de quantos usuários vão usar esse serviço”, afirma Marchiori.

“Por isso, estamos trabalhando com a Brasol, pois temos condições de empacotar isso e o cliente não tem a necessidade de fazer o investimento no Capex [Capital Expenditure, o investimento em ativos de longo prazo] tudo de uma vez. Ele faz o investimento diluído em dez anos, sendo que o equipamento tem vida útil de 20 anos. E passando dez anos o equipamento é seu”, completa.

Ler o Anterior

BorgWarner expõe sistema de baterias de ônibus elétricos

Ler o Próximo

BYD dá desconto de R$ 40 mil para o Yuan Plus e o Song Plus

Deixar uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Popular