Canal VE

20 de julho de 2024

Neozelandeses fazem a festa em rodada dupla da Fórmula E

Ainda de capacete, piloto Nick Cassidy sobe em carro da Envision para comemorar, com sol ao fundo

Nick Cassidy comemora vitória na 8ª etapa da Fórmula E, em Berlim. Foto: Divulgação/Fórmula E.

Depois de quase um mês, a Fórmula E voltou às disputas, com direito a rodada dupla em Berlim, Alemanha. E os neozelandeses Mitch Evans, da Jaguar, e Nick Cassidy, da Envision, venceram as etapas disputadas no sábado e no domingo (22 e 23 de abril de 2023), respectivamente.

Curiosamente, os dois pilotos da Nova Zelândia tinham protagonizado a dobradinha no E-Prix de São Paulo, realizado em março. 

O fim de semana da categoria mais eletrizante do automobilismo mundial, no circuito montado no aeroporto de Tempelhof, em Berlim, teve muitas disputas na pista. Ao todo, foram 362 ultrapassagens registradas nas duas corridas, comprovando que as corridas da Fórmula E tem emoção do início ao fim.

Estratégia dá resultado

De boné, Nick Cassidy comemora vitória com champanhe e fogos de artifício
Nick Cassidy, da Nova Zelândia, comemora vitória em Berlim. Foto: Divulgação/Fórmula E.

Para vencer a 8ª etapa da temporada 2023, no domingo, Cassidy teve uma estratégia brilhante ao longo da prova. Largando da oitava posição do grid, ele manteve o bom ritmo de corrida preservando a energia de seu carro para superar os adversários no momento certo e, assim, garantir a vitória. Foi a primeira dele na categoria.

“Estive próximo da vitória nas últimas cinco corridas. Hoje fizemos valer. Então, agradeço à minha equipe, é o sonho de todo piloto. Tem sido incrível”, disse Cassidy. 

O britânico Jake Dennis, da equipe Avalanche Andretti, ficou com a segunda posição, enquanto o francês Jean-Éric Vergne, da Penske, completou o pódio no domingo.

Dobradinha da Jaguar

Pilotos da Jaguar posam para foto com champanhe nas mãos
Mitch Evans (à esq.) e Sam Bird, da Jaguar, comemoram dobradinha na Alemanha. Foto: Divulgação/Fórmula E.

Antes da vitória de Cassidy no domingo, o público que foi ao aeroporto de Tempelhof no sábado viu uma corrida com ainda mais alternativas. A sétima etapa do campeonato teve um recorde de 190 ultrapassagens, com direito a 53 mudanças na liderança da prova, e oito pilotos diferentes na ponta.

Ao final, Mitch Evans, da Jaguar, levou a melhor, com o companheiro de equipe Sam Bird completando a dobradinha. A corrida teve ainda o alemão Maximillian Günther colocando a equipe Maserati no pódio pela primeira vez desde que a montadora decidiu voltar às competições de monopostos após mais de 60 anos longe das competições do tipo.

Campeonato equilibrado

Público acompanha largada de E-Prix nas arquibancadas montadas no aeroporto
Rodada dupla da Fórmula E na Alemanha atraiu grande público na pista montada no aeroporto de Tempelhof, em Berlim. Foto: Divulgação/Fórmula E.

Embora não tenha conseguido subir ao pódio na rodada dupla em Berlim (chegou em 6º no sábado, e 7º no domingo), o piloto alemão Pascal Wehrlein, da Porsche, manteve a liderança do campeonato, agora com 100 pontos. No entanto, ele viu sua diferença na liderança diminuir para apenas 4 pontos. Com a vitória de domingo, Nick Cassidy chegou a 96 pontos e entrou de vez na briga pelo título. Jean-Éric Vergne, da Penske (81 pontos), Jake Dennis, da Avalanche Andretti (80 pontos), e Mitch Evans, da Jaguar (76 pontos), mantêm a perseguição ao líder.

O brasileiro Lucas Di Grassi, da Mahindra, terminou em 11º e 12º lugares nas duas etapas de Berlim e não pontuou, assim como o compatriota Sérgio Sette Câmara, da Nio 333 Racing, que encerrou as etapas em 16º e 15º lugares.

A próxima etapa da Fórmula E está marcada para o dia 6 de maio de 2023, no icônico circuito de Mônaco

Ler o Anterior

GM faz testes com a Blazer EV em campo de provas no Brasil

Ler o Próximo

Ambev e Raízen firmam parceria para recarregar a frota elétrica

Deixar uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Popular