Canal VE

24 de junho de 2024

Intelbras nacionaliza carregadores para ampliar oferta de recarga

Rafael Rabello posa para foto ao lado de carregador veicular branco da Intelbras

Raphael Rabello, gerente sênior na área de soluções e projetos da Intelbras, analisa os desafios da eletromobilidade. Foto: Rubens Morelli/Canal VE.

Ao analisar o atual momento de comercialização de veículos eletrificados no Brasil, a ABVE (Associação Brasileira do Veículo Elétrico) demonstrou otimismo de que o mercado possa superar a previsão de 70 mil emplacamentos de veículos híbridos (HEV), híbridos plug-in (PHEV) e 100% elétricos (BEV) ao fim do ano. 

Não é para menos. No acumulado de vendas do ano (janeiro a junho de 2023), 32.239 emplacamentos de eletrificados foram registrados no Brasil, o que representa 58% a mais que o registrado no primeiro semestre de 2022, e quase o total de vendas em todo o ano de 2021 (34.990 unidades), comprovando que a eletromobilidade está em franco crescimento no país.

Mas, para que esse crescimento ganhe força, em especial nos veículos conectáveis, ou seja, nos híbridos plug-in (PHEV) e nos totalmente elétricos (BEV), a infraestrutura de recarga ainda é um desafio a ser superado. Pelo menos, essa é a opinião de Raphael Rabello, gerente sênior de vendas da área de soluções e projetos da Intelbras, empresa nacional de tecnologia que tem linha completa de carregadores veiculares.

“Acho que o grande limitador da evolução da eletromobilidade, que já está pujante no Brasil, é esse ponto de infraestrutura de recarga. Esse é o grande desafio: assim como o combustível tem um ponto em cada esquina, devemos trazer também mais pontos de recarga para incentivar que essa evolução da tecnologia aconteça”, afirma.

“Estamos investindo bastante em treinamento na nossa base, de mais de 80 mil revendedores, para que eles estejam aptos a ofertar essa solução, trabalhando com soluções de fácil instalação para poder operar em condomínios, em shopping centers, e também em postos de combustíveis tradicionais. Isso é o que nós, como indústria, estamos provocando no mercado: facilitando o entendimento desse mercado e facilitando a instalação ali na ponta, com nossos parceiros, investindo pesado em treinamento”, diz.

Carregador para veículos elétricos da Intelbras tem a aparência de uma caixa toda branca, com a frente na cor preta
Carregador veicular Intelbras Business em exposição. Foto: Rubens Morelli/Canal VE.

Conectividade brasileira

Além de investir no treinamento da equipe em todo o Brasil, a Intelbras está tropicalizando sua linha de carregadores, para aplicações em condomínios, estacionamentos de shopping centers e demais estabelecimentos, de acordo com o perfil dos usuários brasileiros.

“Uma parte do equipamento já está sendo nacionalizada, fabricando aqui no Brasil, e isso é uma questão de escala. A tendência é nacionalizar cada vez mais a solução, já que existem diferentes entendimentos de plugues e modelos de conexão. A gente está construindo produtos que se aproximam mais com a necessidade do mercado nacional”, completa Rabello.

A empresa conta com seis modelos diferentes de carregadores: portátil Mini (3kW), Home (7,4 kW), City (7,4 kW e 11 kW), e Business (7,4 kW e 22 kW). Além disso, o software de gestão desenvolvido pela empresa permite realizar o monitoramento do usuário e a cobrança pelo consumo individualizada.

Imagem coloca lado a lado linha de carregadores da Intelbras
Linha de carregadores da Intelbras: Home (alto, à esq.), City (alto, à dir.), Business (baixo, à esq.) e portátil Mini (baixo, à dir.). Fotos: Divulgação/Intelbras

Ler o Anterior

BMW Motorrad divulga a CE 02, sua nova opção em duas rodas

Ler o Próximo

Conheça os benefícios de uma frota elétrica para sua empresa

Deixar uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Popular