Canal VE

14 de junho de 2024

Ford baixa o preço da Maverick Hybrid durante o mês de agosto

Ford Maverick Hybrid amarela andando em avenida

Como parte da estratégia de eletrificação da marca, Ford baixa valor da Maverick Hybrid em R$ 10 mil. Foto: Divulgação/Ford

A Ford está oferecendo um desconto de R$ 10 mil no preço da Maverick Hybrid durante todo o mês de agosto. Agora, a primeira picape com motor híbrido disponível no mercado nacional custa R$ 234.890

Essa redução faz parte da estratégia da marca para acelerar seu plano de eletrificação no mundo, e a queda do valor visa incentivar ainda mais os consumidores dentro do mercado brasileiro.

Em entrevista exclusiva ao Canal VE, o vice-presidente da Ford na América do Sul, Rogélio Golfarb, deu detalhes dos planos da montadora americana para os veículos elétricos no mundo, e incluiu o Brasil como peça fundamental para esse mercado.

“A questão da eletrificação é fundamental, é o futuro, a Ford vê isso como o futuro. Você pode ter um período de transição que, eu, particularmente, acredito que vai ser mais rápido do que as pessoas estão esperando aqui no Brasil”, explica Rogélio.

Rogélio Golfarb, vice-presidente da Ford na América do Sul
Rogélio Golfarb, vice-presidente da Ford na América do Sul, em entrevista ao Canal VE. Foto: Rubens Morelli/Canal VE

Sobre os planos da Ford para o mundo, o vice-presidente explica qual a estratégia adotada pela marca até 2030.

“A Ford está investindo US$ 50 bilhões [cerca de R$ 245 bilhões] em eletrificação, entre 2022 e 2026. No final de 2023 nós já vamos estar vendendo 600 mil carros por ano. Até 2026, vamos estar vendendo, globalmente, 2 milhões de carros elétricos, o que é praticamente o volume total da indústria hoje, isso a Ford. E em 2030, a gente já deve estar vendendo 50% de toda a produção global em veículos elétricos”, completa Golfarb.

Maverick Hybrid cinza em frente a dois prédios, um rosa e outro amarelo
Para o vice-presidente da Ford, a eletrificação no Brasil será mais rápida do que muitos esperam. Foto: Divulgação/Ford

Eletrificados além da Maverick 

Com foco nos segmentos que a empresa domina, a Ford já traçou seu plano e mostrou alguns modelos que chegarão em breve ao mercado de automóveis elétricos no Brasil e no mundo.

No Brasil, além da picape híbrida, a Ford trará para o Brasil a e-Transit, que, de acordo com o vice-presidente da marca na América do Sul, já passa por testes com grandes frotistas para ser introduzida no mercado nacional.

Outro veículo que é aclamado pelo público, principalmente americano, também ganhou sua versão 100% elétrica: o Mustang Mach-e. Diferente do tradicional cupê, sua versão elétrica chega no modelo SUV, e promete desembarcar no Brasil até o final de 2023.

Ford Mustang Mach-e azul estacionado
O Mustang Mach-e chegará ao mercado brasileiro até o final de 2023. Foto: Divulgação/Ford

“E até o final do ano a gente chega com o Mach-e. Ele é emblemático porque é um Mustang, tem a marca Mustang, que é símbolo de performance. Então nós estamos trazendo um elétrico esportivo, na verdade é um SUV esportivo. Que na cabeça de muita gente que não conhece como está a tecnologia, acha que não dá para ter um esportivo elétrico”, explica o vice-presidente da montadora.

Além dessas três opções já anunciadas para o Brasil, a montadora americana divulgou recentemente a nova picape elétrica, chamada de Projeto T3, e um novo SUV. Ainda não foi revelado o nome desse novo modelo, mas sabe-se que será um carro com muito espaço interno, projetado para viagens, comportando três fileiras de bancos, além de uma autonomia de até 563 quilômetros, segundo a própria montadora.

Ford Maverick Hybrid cinza andando na rua
O motor híbrido da picape garante mais economia do que um carro de entrada, com um consumo de 15,7 km/l na cidade e 13,6 km/l na estrada com gasolina. Foto: Divulgação/Ford

Sobre a Maverick Hybrid

Seus dois motores – um Atkinson 2.5 a gasolina e um elétrico – geram uma potência combinada de 194 cv e trabalham de forma isolada ou em conjunto para oferecer o melhor desempenho e rendimento em cada situação. O motor híbrido da picape garante mais economia do que um carro de entrada, com um consumo de 15,7 km/l na cidade e 13,6 km/l na estrada com gasolina.

A Maverick é um híbrido que não necessita de recarga na tomada. O HEV da Ford utiliza, além do seu motor a combustão, movido a gasolina, o sistema de freios regenerativos para recarregar a bateria, que tem capacidade de 1,1 kWh e potência máxima de 27 kW.

*Colaborou Rubens Morelli

Ler o Anterior

Vendas de veículos eletrificados no Brasil atingem marca histórica

Ler o Próximo

Startup brasileira de tecnologia de recarga é top 10 no mundo

Deixar uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Popular