Canal VE

20 de julho de 2024

BYD já tem novas plataformas para baratear elétricos e híbridos

Plataforma de contrução de carros elétricos é exposta em salão

Plataforma da BYD para carros 100% elétricos, e-Platform terá atualizações. Foto: Divulgação/BYD.

A BYD está desenvolvendo melhorias em suas plataformas de produção para modelos híbridos (DM-i) e para veículos elétricos (e-Platform). De acordo com o portal de notícias chinês 36kr, as novas plataformas oferecerão um nível mais alto de integração entre as peças, o que deverá reduzir ainda mais os custos de produção.

De acordo com a imprensa local, a principal mudança na DM-i está no aumento da autonomia, que passará a ser de 2.000 km. Já a plataforma para os veículos 100% elétricos, a e-Platform, terá melhorias para uma produção mais coesa, com menos componentes e, por consequência, com custo menor. 

De acordo com a reportagem do portal chinês, a empresa estaria planejando ser ainda mais agressiva no mercado chinês, além de conseguir maior aceitação em mercados mais resistentes aos seus veículos, como na Europa e nos Estados Unidos. A ideia é reduzir os custos de fabricação para que os preços ao consumidor final sejam mais atrativos, equiparando-os aos valores dos veículos a combustão. A empresa avalia que, assim, terá resultados melhores nas vendas.

 

Mudanças na produção de carros elétricos

A BYD lançou a e-Platform 1.0 em 2010 como uma revolução e o início de um novo modelo de fabricação para veículos elétricos no mundo todo. Sua atualização, onde a tecnologia se encontra agora, a e-Platform 3.0, veio em 2021.

De acordo com a 36kr, a e-Platform 3.0 possui três características cruciais em seu processo fabril: integração entre componentes, leveza e eficiência. 

Com a atualização para a e-Platform 4.0, o trem de força elétrico, por exemplo, reduzirá drasticamente o volume, o peso e os custos em quase 20%. Isso deve ser repassado ao consumidor final, garantindo uma redução nos valores praticados em todos os mercados de atuação da BYD.

Segundo a mídia chinesa, essa nova atualização deve chegar já em 2024 e será a base de produção para todos os modelos elétricos da marca em todo o mundo. As novas plataformas também poderiam ser instaladas no novo complexo fabril da BYD no Brasil, em Camaçari (BA), que terá a fabricação do Dolphin, Dolphin Mini e Yuan Plus, entre os elétricos.

Arte projeta plataforma de carros híbridos
Plataforma de carros híbridos plug-in da BYD conta com tecnologia DM (Dual Mode). Foto: Divulgação/BYD.

Mudanças na DM-i, para modelos híbridos

A plataforma DM da BYD é destinada à produção e desenvolvimento de veículos híbridos. A tecnologia foi lançada em 2008, e recebeu uma nova atualização em 2021, quando foi dividida em DM-p, voltada para performance, e DM-i, voltada para a eficiência energética dos modelos híbridos.

Com a nova atualização da plataforma DM-i, que deve sair ainda em 2024, os novos modelos a serem produzidos pela BYD poderão alcançar uma distância de até 2.000 km na combinação entre o motor a combustão e o elétrico.

Assim como será com a e-Platform 4.0, a nova DM-i poderá ser aplicada em todas as fábricas da BYD

Ler o Anterior

Curitiba terá caminhão elétrico da Volvo para coleta de resíduos

Ler o Próximo

VWCO terá ônibus 100% elétrico fabricado no RJ ainda em 2024

Deixar uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Popular