Canal VE

18 de maio de 2024

Bombeiros de SP prorrogam o prazo de consulta sobre recargas

Carro elétrico recebe recarga em estacionamento demarcado com símbolo de carro elétrico

Recarga de veículos elétricos em estacionamentos está no centro do debate. Foto: Divulgação/Freepik.

O comando do Corpo de Bombeiros de São Paulo prorrogou por mais 90 dias o prazo para a consulta pública da minuta do parecer “Ocupações com estações de recarga para veículos elétricos”. A portaria com a decisão foi publicada em 6 de maio de 2024, no Diário Oficial do Estado de São Paulo.

O documento, assinado pelo comandante da corporação, o coronel PM Nilton Cesar Zacarias Pereira, destaca a ampla discussão que a matéria gerou para aumentar o prazo da consulta. 

De acordo com a portaria, a consulta pública foi prorrogada por 90 dias a partir do dia da publicação, para atender “solicitações de entidades, conselhos e associações que pretendem contribuir por meio de testes práticos e estudos que poderão proporcionar embasamento técnico do parecer”.

O Corpo de Bombeiros ressalta no documento que as sugestões devem ser encaminhadas exclusivamente para o e-mail: [email protected].

Carro elétrico amarelo recebe recarga em ambiente fechado de estacionamento
Corpo de Bombeiros de São Paulo propõe novas regras para recarga de veículos elétricos em estacionamentos de edificações. Foto: Envato/Elements.

Exercício simulado

A prorrogação do prazo da consulta pública do parecer “Ocupações com estações de recarga para veículos elétricos” já era esperada. Em reunião realizada no mês de abril com o Corpo de Bombeiros de São Paulo (CB-SP), a Associação Brasileira do Veículo Elétrico (ABVE) pediu a realização de um exercício simulado de combate a incêndio em carro elétrico, com o objetivo de testar os protocolos de segurança dos veículos elétricos e suas baterias em condições reais.

Na ocasião, o presidente da ABVE, Ricardo Bastos, pediu a prorrogação do prazo da consulta pública, o que foi atendido agora. O exercício simulado deve acontecer no mês de maio, em data ainda a ser confirmada. Há a expectativa de que oficiais de departamentos de segurança de outros estados também possam acompanhar o teste.

Foto mostra homens lado a lado
O presidente da ABVE, Ricardo Bastos, e o tenente-coronel Max Schroeder, se reuniram em São Paulo. Foto: Divulgação/ABVE.

Repercussão sobre o parecer

Diversos especialistas ouvidos pelo Canal VE destacaram a importância da criação de uma regulamentação nacional para a prevenção e o combate a incêndios relacionados à mobilidade elétrica, mas que essa regulamentação deve passar por um amplo debate, com base técnica e científica, para definir os protocolos.

A minuta gerou polêmica por exigir mais medidas de segurança para a instalação dos equipamentos de recarga de veículos elétricos em estacionamentos públicos, prédios e garagens no subsolo, o que poderia gerar a inviabilidade dessas instalações. 

Entre as propostas apresentadas na minuta original do parecer dos Bombeiros, estão a instalação de chuveiros automáticos (sprinklers) com detectores de fumaça e capacidade de reservatório de água para combater as chamas por 60 minutos, distância de 5 metros entre as vagas destinadas às recargas para quaisquer outras e até paredes corta-fogo, entre outras.

“É preciso debater. Não podemos impedir a transição energética dos veículos, mas precisamos pensar na segurança. Devemos pensar de maneira multidisciplinar, com as experiências aprendidas na nossa realidade do Brasil, e também com a atenção às experiências que vêm de outros mercados”, afirmou Rogério Lin, superintendente responsável pelo Comitê Brasileiro 024 – Segurança contra Incêndio (CB024), da ABNT.

 

Ler o Anterior

Unicamp terá centro de pesquisa em baterias de veículos elétricos

Ler o Próximo

Song Plus ganha nova bateria, e autonomia chega a 1.200 km

Deixar uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Popular