Canal VE

13 de abril de 2024

Vendas de veículos elétricos mantêm alta em agosto, diz Fenabrave

Homem faz recarga de veículo elétrico branco

Mercado de veículos elétricos segue em alta. Foto: Envato/Elements

Os emplacamentos de automóveis e comerciais leves eletrificados (híbridos ou 100% a bateria) já somam 27.850 unidades no ano (até agosto de 2022), um aumento de 30,13% em relação ao mesmo período de 2021. Apenas em agosto, foram cerca de 4,2 mil veículos emplacados, alta de 35,53% em relação a julho de 2022.

Os números são da Fenabrave, a Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores, que faz levantamentos mensais sobre o mercado automotivo.

“Estamos monitorando o desempenho dos segmentos de eletrificados, que vêm ganhando espaço no mercado brasileiro, ainda que o percentual de participação seja baixo”, diz Andreta Jr., presidente da Fenabrave. 

O total de emplacamentos de automóveis e comerciais leves, independentemente do tipo de motor, alcançou 194,1 mil unidades em agosto de 2022, alta de 14,82% em relação ao mês anterior. O acumulado do ano já soma 1,21 milhão de unidades emplacadas, o que mostra que o brasileiro ainda dá preferência aos veículos a combustão. “A crise de abastecimento arrefeceu um pouco e já não impede que o consumidor encontre o modelo desejado”, diz.

Duas rodas

No mercado de motocicletas, a participação das elétricas continua em franca expansão, no comparativo com o ano passado. São 4.670 motocicletas elétricas emplacadas de janeiro a agosto de 2022, número 463,33% maior do que no mesmo período de 2021.

Ainda assim, a participação é baixa em relação ao total de motocicletas emplacadas no Brasil. Em agosto de 2022, mais de 118,5 mil unidades foram emplacadas, sendo apenas 551 elétricas. 

“(O segmento de motocicletas elétricas) É um mercado que vem registrando aumento de interesse do consumidor e uma disponibilidade cada vez maior de modelos”, afirma Andreta Jr.

De modo geral, a Fenabrave avalia que o setor está consolidando a recuperação. “Todos os segmentos apresentaram alta, em agosto, sobre julho. Em que pese o fato de termos dois dias úteis a mais em agosto, o resultado aponta uma clara tendência de recuperação dos emplacamentos no Brasil”, comenta o presidente da Fenabrave.

Ler o Anterior

Novo carregador portátil é 10 vezes mais rápido que o tradicional

Ler o Próximo

Renault confirma Megane E-Tech no Brasil no primeiro semestre de 2023

Deixar uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Popular