Canal VE

13 de abril de 2024

Saiba quais são as 7 motos elétricas mais baratas do Brasil

Visão lateral do Voltz EV1 Sport

Voltz EV1 Sport. Foto: Divulgação

Com as constantes mudanças no preço dos combustíveis, muitos brasileiros têm procurado opções mais econômicas para se locomover. E as motocicletas estão cada vez mais presentes no dia a dia dos brasileiros, inclusive as elétricas, que, dependendo do uso, oferecem ainda mais vantagens que as movidas a combustão. 

Segundo a Abraciclo, Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares, o número de pessoas habilitadas com a CNH (Carteira Nacional Habilitação), na categoria A, cresceu 50,9% nos últimos dez anos. Até o final do ano passado, 35,2 milhões de pessoas estavam aptas a conduzir veículos motorizados de duas ou três rodas. Em 2012, havia 23,3 milhões motociclistas no Brasil. 

Para celebrar o Dia do Motociclista, comemorado em 27 de julho, o Canal VE preparou uma lista com as 7 motos elétricas mais baratas do Brasil, disponíveis para compra em levantamento realizado nas lojas oficiais das empresas. Confira:

7) Voltz EVS – R$ 19.990

Visão lateral da Voltz EVS
Voltz EVS. Foto: Divulgação

A EVS, da Voltz, possui motor com 3.000 W de potência, capaz de alcançar velocidade máxima de 120 km/h. A aceleração é de 0 a 60 km/h em 6 segundos. A moto possui duas baterias removíveis de lítio 72 V – 33,6 Ah, oferecendo autonomia de até 180 quilômetros. A carga completa leva 5 horas e pode ser realizada em tomada comum, consumindo, em média, 2,4 kWh, segundo a fabricante. 

Há ainda a versão EVS Work, pensada para frotas. A diferença está na velocidade máxima, de 85 km/h, e na autonomia, de 240 quilômetros, segundo a companhia. O preço da EVS Work é R$ 16.490.

6) Shineray SHE-S – R$ 19.290

Visão lateral da Shineray SHE-S
Shineray SHE-S. Foto: Divulgação

A Shineray está entre as fabricantes que oferecem motocicletas elétricas mais baratas para o mercado brasileiro. Na versão SHE-S, o motor elétrico indutivo brushless entrega potência de 3.000 W, o que permite uma velocidade máxima de 90 km/h. A bateria de lítio de 72V – 35 Ah é removível, e precisa de três a cinco horas para carregar completamente. A autonomia da motocicleta é de 80 quilômetros, segundo a empresa.

5) Muuv Chopper SH – R$ 15.799

Visão lateral da Muuv Chopper SH
Muuv Chopper SH. Foto: Divulgação

A Muuv Chopper SH tem visual despojado, e é indicada para trajetos curtos. O motor entrega 2.000 W de potência, e a autonomia estimada é de 40 quilômetros, segundo a fabricante. A bateria de lítio de 20 Ah é removível. O tempo de recarga não foi divulgado.

4) Voltz EV1 Sport – R$ 14.990

Visão lateral do Voltz EV1 Sport
Voltz EV1 Sport. Foto: Divulgação

A EV1 Sport é uma evolução da primeira scooter da Voltz. E a atualização rendeu melhorias na tecnologia, na velocidade (até 75km/h) e na autonomia (de 180 quilômetros). A aceleração vai de 0 a 60 km/h em 12 segundos. O veículo é equipado com uma ou duas baterias removíveis de lítio, de 60V – 38,4 Ah. Pesando 13 kg cada, elas podem ser carregadas acopladas à moto ou separadamente. A carga máxima é alcançada após 5 horas de bateria conectada a uma tomada comum.

3) Shineray SE 2 – R$ 13.990

Visão lateral da Shineray SE 2
Shineray SE 2. Foto: Divulgação

No terceiro lugar do ranking está a Shineray SE 2. A scooter, com um design mais retrô, conta com motor elétrico indutivo brushless, da Bosch, de  2.300 W de potência, gerando velocidade máxima de 50 km/h. A bateria de lítio tem capacidade de 60V – 24 Ah, e é removível. O tempo de recarga é de 6 a 8 horas, o que garante autonomia de até 60 quilômetros. O peso total da motocicleta é 84kg.

2) Shineray SE 1 – R$ 13.990

Visão lateral da Shineray SE 1
Shineray SE 1. Foto: Divulgação

O modelo SE 1 da Shineray tem o peso total de 86 kg, possui motor de 2.000 W de potência, e atinge a velocidade máxima de 50 km/h. A bateria de lítio tem capacidade de 60V – 24 Ah, e garante autonomia de até 60 quilômetros, de acordo com a fabricante. O tempo de recarga é estimado entre 6 e 8 horas. A capacidade de carga (piloto+passageiro+bagagem) é de 233 kg.

1) Shineray SE 3 – R$ 12.990

Visão lateral da Shineray SE 3
Shineray SE 3. Foto: Divulgação

A mais barata da lista é Shineray SE 3, que possui bateria com uma tecnologia não tão moderna, de chumbo. Por isso, é também mais pesada: 123 kg. o conjunto piloto, passageiro e bagagem é de no máximo 240 kg. Ainda assim, tem capacidade de 72 V – 32 Ah, e autonomia estimada em 80 quilômetros. O tempo de recarga é maior: de 8 a 10 horas na tomada. O motor, de 2.000 W de potência garante velocidade máxima de 50 km/h.

Responsabilidade e obrigações

Independentemente da escolha, vale ressaltar que as motos elétricas e scooters elétricas seguem as leis de trânsito. Por isso, o condutor precisa estar habilitado com CNH categoria A e usar equipamentos de segurança, como o capacete. Os veículos devem estar registrados e emplacados, sob o risco de apreensão e multa de até R$ 1.500 em caso de irregularidades. 

Ler o Anterior

São José dos Campos consolida experiência com ônibus elétricos

Ler o Próximo

Brasil alcança 100 mil veículos elétricos e híbridos em circulação

Deixar uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Popular