Canal VE

13 de abril de 2024

Pontos de recarga em rodovias ainda são desafio para expansão de VEs

Veículo elétrico recebe recarga de energia

Recarga de veículo elétrico em rodovias ainda é um desafio. Foto: Envato/Elements

Um estudo da Anfavea (Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores) estima que o Brasil terá, em 2035, cerca de 3,2 milhões de veículos elétricos (VEs) circulando no país, o que pode contribuir para a sonhada transição energética da mobilidade. Mas, para que a expansão da frota ocorra de fato, um dos maiores desafios é formar uma grande rede de recarga para esses veículos, especialmente em rodovias.

De acordo com dados da ABVE, Associação Brasileira do Veículo Elétrico, o Brasil possuía, até o primeiro quadrimestre de 2022, cerca de 1.250 postos de recarga de veículos 100% elétricos ou híbridos plug-in (47% só no Estado de São Paulo). A maior parte está concentrada nos grandes centros, e, ainda assim, nos perímetros urbanos das cidades.  Quando se fala em rodovias, a participação no mercado ainda é irrisória. 

Um levantamento da Artesp (Agência de Transportes do Estado de São Paulo), a pedido do Canal VE, mostra que o número de eletropostos disponíveis nas rodovias paulistas ainda está bem longe do ideal. Atualmente, segundo a agência, são nove pontos de abastecimento de veículos elétricos nas rodovias reguladas pela agência, sendo:

Concessionária Ecopistas

– Rodovia Ayrton Senna (SP 070), km 28 na pista sentido interior – Guarulhos, na Base de Serviço de Atendimento ao Usuário (SAU);

– Rodovia Ayrton Senna (SP 070), km 59 na pista sentido interior – Guararema, na Base de Serviço de Atendimento ao Usuário (SAU);

– Rodovia Ayrton Senna (SP 070), km 19 na pista sentido interior – Guarulhos, na Base Operacional;

– Rodovia Carvalho Pinto (SP 070), km 92 na pista sentido interior – São José dos Campos, na Base Operacional;

Concessionária Ecovias

– Rodovia Anchieta (SP 150) – km 40 (pista sul) – Base Operacional da concessionária;

– Rodovia Anchieta (SP 160) – km 62 (pista norte) – Base Operacional da concessionária;

Concessionária Via Rondon

– Rodovia Marechal Rondon (SP 300) – km 350 (pista leste);  

Concessionária AutoBan

– Rodovia Anhanguera (SP 330) – km 67 (pista norte) – localizado no posto Graal;

– Rodovia dos Bandeirantes (SP 348) – Km 56 (pista sul) – localizado no posto Graal.

Há, ainda, de acordo com a Artesp, outros cinco pontos em fase de implantação pela concessionária Ecopistas em parceria com a Volvo no Corredor Ayrton Senna-Carvalho Pinto.

Incentivo à energia limpa

Em nota, a Artesp afirma que vem trabalhando para a redução de gases poluentes na atmosfera, seja por meio de incentivos à utilização de veículos elétricos, implantação de pontos de recarga nas rodovias paulistas ou formas de compensação em novos contratos.

Confira a nota:

“A Artesp esclarece que a implantação destes pontos depende do interesse da iniciativa privada, seja da concessionária ou até dos proprietários de postos de abastecimento ou de montadoras de veículos. À Artesp cabe incentivar cada dia mais o uso de energias limpas e a diminuição da emissão de gases de efeito estufa na atmosfera, como o CO2. Desde 2020, os últimos editais de licitação já trazem cláusulas que exigem que as concessionárias invistam em atividades que busquem a redução de emissão de gases poluentes na atmosfera (carbono zero), que podem ser desde a plantação de vegetação até o uso de veículos não-poluentes, como carros elétricos e guinchos elétricos em suas operações”, diz a nota.

Investimento em rodovias

Ciente da necessidade de expansão da rede de eletropostos, a Vibra, empresa que atua no mercado brasileiro de distribuição de combustíveis e de lubrificantes, deu início a um plano de criação de uma rede de recarga elétrica rodoviária no país. O primeiro passo foi a inauguração, em 30 de junho de 2022, de um eletroposto na Rodovia Presidente Dutra, no km 82, em Roseira (SP), no sentido Rio de Janeiro.

Carregador ultrarrápido tem três pontos de recarga
Eletroposto da Vibra na rodovia Presidente Dutra, em Roseira (SP). Foto: Divulgação/Vibra

A localização é estratégica, já que está distante 276 km da capital fluminense, permitindo que o veículo que faça a recarga ali possa chegar ao destino sem a necessidade de uma nova parada.

O espaço está equipado com um carregador ultrarrápido, fornecido pela WEG, com três pontos de recarga, com plugues dos padrões CCS-2, CHAdeMO e conector Tipo 2, com potência máxima de saída de 150 kW em corrente contínua e 43 kW em corrente alternada. Dependendo da capacidade do veículo, será possível fazer a recarga de 80% da bateria em até 20 minutos.

O plano de negócios entre Vibra e WEG prevê a instalação de um total de 70 eletropostos até o fim de 2023, sendo 50 em rodovias, criando o maior corredor elétrico do Brasil, com

quase 9 mil quilômetros de extensão, em sete estados brasileiros, segundo anúncio conjunto das empresas, no final de junho de 2022.

Ler o Anterior

Nissan apresenta versão 2023 do Leaf com novas funções e aparência

Ler o Próximo

Protótipo de moto elétrica da Triumph vai de 0 a 100km/h em 3,6s

One Comment

  • O Brasil tem um potencial enorme para a expansão de veículos elétricos, pena que ainda precisa de muita infra! Excelente explanação Rubens!!!

Deixar uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Popular