Canal VE

18 de maio de 2024

Piloto e youtuber Ken Block morre em acidente na neve aos 55

Usando boné na cabeça, piloto Ken Block sorri dentro de Audi

O piloto norte-americano Ken Block. Foto: Divulgação/Audi.

O piloto norte-americano de rali e astro do YouTube Ken Block morreu após um acidente com uma moto de neve em Woodland, Utah, nos Estados Unidos, em 2 de janeiro de 2023. Ele tinha 55 anos, e deixou esposa e três filhos. A confirmação foi feita pela equipe Hoonigan Racing, responsável por produzir apresentações e vídeos de pilotagem extrema, inclusive com carros elétricos, ao redor do mundo.

“É com nosso profundo pesar que podemos confirmar que Ken Block faleceu em um acidente de snowmobile. Ken era um visionário, um pioneiro e um ícone. E o mais importante, um pai e marido. Sua falta será incrivelmente sentida”, informou a nota da equipe nas redes sociais.

De acordo com a investigação policial, Block estava andando em uma encosta íngreme quando a moto de neve virou e caiu em cima dele. O piloto não resistiu aos ferimentos e morreu no local.

Vestindo macacão de automobilismo, Ken Block posa em frente a carro
Ken Block era conhecido por vídeos no YouTube. Foto: Divulgação/Audi.

Piloto de rali e demonstrações

Ken Block começou sua carreira no rali em 2005 e ganhou o título Rookie of the Year (Iniciante do ano) no Rally America Championship. Ele também competiu em campeonatos mundiais de rali e nos X Games, mas ganhou fama mundial com a série de vídeos no YouTube denominada Gymkhana, em que pilotava carros adaptados por cenários montados em cidades ao redor do mundo e cheios de obstáculos.

Em um dos episódios mais recentes, de outubro de 2022, Block pilotou um Audi S1 e-tron quattro em Las Vegas, um dos destinos turísticos mais procurados do mundo. O vídeo, que teve mais de 6 milhões de visualizações, pode ser conferido abaixo:

 

Detalhes da filmagem em Las Vegas

Para a filmagem em Las Vegas, o carro foi adaptado para o estilo de pilotagem extrema. A transmissão integral do Audi S1 ​​e-tron quattro Hoonitron é totalmente elétrica. Os eixos dianteiro e traseiro são movidos por uma unidade geradora de motor (MGU), que vem do automobilismo. Cada uma dessas duas unidades pesa apenas 55 quilos, incluindo a transmissão.

Quatro baterias de alta tensão de um modelo Audi PHEV padrão, cada uma com capacidade de 14,4 kWh, totalizando 57,6 kWh, alimentam o sistema de transmissão e operam a 800 volts.

De acordo com a Audi, a distribuição de energia elétrica entre os eixos dianteiro e traseiro é totalmente variável. Ele pode ser perfeitamente adaptado aos desejos do motorista e pode influenciar com precisão o comportamento de autodireção.

Cada MGU desenvolve 250 kW de potência e 320 Nm de torque. Isso resulta em uma potência total de 500 kW e 640 Nm de torque.

Carro faz manobras de derrapagem e levanta fumaça em frente a cassino de las Vegas
Ken Block faz manobras em Las Vegas. Foto: Divulgação/Audi.

Como os motores elétricos atingem velocidades máximas de 28.000 rpm, a equipe de engenharia definiu uma relação de transmissão de cerca de 12:1 para os drifts. Levando em conta as perdas, isso resulta em cerca de 3.000 Nm de torque em cada eixo, ou 6.000 Nm no total.

Graças a esses números de torque extremos, foi possível para Ken Block fazer derrapagens espetaculares e atingir uma velocidade de mais de 200 km/h.

Ler o Anterior

Haddad promete incentivos à produção de carros elétricos

Ler o Próximo

Vendas de veículos eletrificados no Brasil batem recorde em 2022

Deixar uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Popular