Canal VE

14 de junho de 2024

Ônibus famoso de dois andares de Londres será elétrico em 2024

Ônibus turístico de Londres em frente a St Paul Cathedral

A partir do primeiro trimestre de 2024, 10 ônibus de turismo, em Londres, serão elétricos. Foto: Divulgação/Big Bus

Um dos símbolos da cidade de Londres, os ônibus vermelhos de dois andares abertos, destinados às rotas turísticas, passarão pelo processo de transição energética para se tornarem elétricos. De acordo com a empresa que administra os famosos ônibus, a Big Bus Tours, eles receberão motores elétricos como forma de melhorar a experiência turística e a qualidade do ar da capital britânica.

Já os ônibus vermelhos de dois andares fechados, usados nas linhas regulares do transporte municipal da capital britânica, ainda não têm previsão para passar pela transição energética.

Após a conversão, os ônibus vão passar a ter uma bateria de 327 kWh, que proporcionará autonomia diária de cerca de 190 quilômetros, segundo a Equipmake. O primeiro veículo entrará em serviço no primeiro trimestre de 2024.

Ao todo serão 10 veículos do modelo Hop-on que deverão receber o motor elétrico. Essa conversão será feita pela empresa britânica Equipmake, especializada em conversões BEV.

A modificação, além dos benefícios citados pela Big Bus Tours, trará uma economia significativa ao longo dos próximos anos para a empresa.

“A conversão trará economias significativas nos custos operacionais com a adoção dos ônibus elétricos”, afirma Ian Foley, CEO da Equipmake.

Ônibus de turismo em Londres, de frente com o Big Bang
Com a mudança para motor elétrico, o ônibus terá 190 quilômetros de autonomia. Foto: Divulgação

Eletrificação dos símbolos de Londres

A transição energética não ficou apenas nos ônibus. Desde 2018, os também famosos táxis pretos da capital da Inglaterra também passam por essa modificação. Atualmente, os veículos híbridos utilizados para táxi representam 40% de toda a frota londrina.

O modelo utilizado, TX, é produzido pela London Electric Vehicle Company (LEVC) e possui como característica uma bateria de 31 kWh de capacidade e um motor elétrico de 110 kW de potência (150 cv) combinado com um motor térmico.

Esse modelo, funcionando apenas com o motor elétrico, pode atingir até 130 quilômetros de autonomia apenas com uma recarga. Já combinado com o motor a gasolina, a autonomia passa para 600 quilômetros.

Famoso táxi preto de Londres
Atualmente, os taxis híbridos já são mais de 40% de toda frota da cidade. Foto: Divulgação

Ler o Anterior

Brasil tenta ser protagonista na descarbonização da mobilidade

Ler o Próximo

Confira os destaques da abertura do VE Latino-Americano, em SP

Deixar uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Popular