Canal VE

18 de maio de 2024

Brasil tenta ser protagonista na descarbonização da mobilidade

Máquina trabalha em área de mineração

Ministério de Minas e Energia avalia potencial estratégico do Brasil na mineração. Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil.

A demanda por minerais, como o lítio, níquel, manganês, cobalto e óxido de alumínio, para produção de baterias de carros elétricos avançará nos próximos anos no mundo todo com a busca pela descarbonização da matriz energética automobilística. E o Brasil pode se beneficiar deste cenário, segundo avaliação do Ministério de Minas e Energia (MME), que aposta no projeto de lei Combustível do Futuro, encaminhado ao Congresso Nacional em setembro de 2023, para explorar o potencial brasileiro.

“Lançamos o maior programa de descarbonização da matriz de transportes do mundo, o Combustível do Futuro, focado também em viabilizar uma mobilidade mais sustentável. Vamos, além de reduzir a intensidade de carbono com maior utilização de etanol, biometano, biodiesel e veículos elétricos, gerar emprego e renda para a população com o desenvolvimento da indústria nacional”, afirmou Alexandre Silveira, ministro de Minas e Energia.

Máquinas de mineração da Sigma Lithium no entardecer
Sigma Lithium lidera projeto de mineração de lítio no Vale do Jequitinhonha (MG). Foto: Divulgação/Sigma Lithium.

Oportunidades na mineração

Os minerais mais utilizados para a produção de baterias de veículos elétricos atualmente são o lítio, níquel, manganês, cobalto e óxido de alumínio. O último estudo do Banco Mundial mostra que só a demanda mundial pelo lítio deve aumentar em quase 1.000%. 

Hoje, o lítio é encontrado no Vale do Jequitinhonha, em Minas Gerais; na província de Borborema, localizada entre os estados de Pernambuco, Rio Grande do Norte e Ceará e na província de Solonópole, também no Ceará. 

De acordo com o MME, os recursos e reservas dessas localidades formam um montante de mais de 1 milhão de toneladas, posicionando o Brasil como a 7ª maior reserva do mundo. 

Atualmente, a produção brasileira é de 2,2 mil toneladas ao ano, a 5ª maior mundial, mas com a produção das novas empresas de lítio no Brasil, o país poderá alcançar a 3ª colocação no mundo, o que atenderá à demanda crescente da frota de carros elétricos no país.

Ainda de acordo com o Banco Mundial, a estimativa mundial para o cobalto é de crescimento de mais de 500% até 2050. O Brasil possui reservas de cerca de 70 mil toneladas e existem novos projetos de níquel com cobalto associado em fase de licenciamento ambiental para produção do mineral. 

Outro ponto destacado é que, combinado ao lítio e ao cobalto, o grafite também estará presente na maioria das baterias de carros elétricos. A demanda pelo mineral deve crescer 383% até 2050. A reserva brasileira abrange 22% do total mundial, com 74 mil toneladas. Atualmente, a produção compreende 7% do montante global.

Já o níquel, segundo material mais utilizado na produção de baterias, também tem boas reservas em solo brasileiro. Atualmente, 16% do mineral encontrado no mundo está no Brasil, que já conta com uma produção de 83 mil toneladas ao ano. A demanda pelo material deve aumentar em mais de 100%.

caminhões fazem transporte de material de rejeito em área de mineração
Meta do governo federal é alavancar cadeia de refino e beneficiamento. Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil.

Protagonismo brasileiro

Com uma reserva grande de diversos minerais, incluindo os fundamentais para a transição energética, o Brasil avançará nas exportações de matérias-primas

A meta do Governo Federal é alavancar, também, a cadeia de refino e beneficiamento desses elementos, trazendo mais empregos e crescimento econômico para o país de forma ambientalmente sustentável.

A previsão é de mais investimentos em conhecimento geológico e pesquisa mineral nesses bens minerais com o PL do Combustível do Futuro e aumento dos veículos híbridos e elétricos no país.

Ler o Anterior

CPQD instalará até 53 estações de recarga em rodovias paulistas

Ler o Próximo

Ônibus famoso de dois andares de Londres será elétrico em 2024

Deixar uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Popular