Canal VE

20 de julho de 2024

Ônibus elétrico com bateria de nióbio recarrega em 10 minutos

Ônibus elétrico da VWCO, com bateria de lítio e nióbio

A grande novidade das baterias com nióbio, é o tempo de recarga: 10 minutos. Foto: Divulgação/VWCO

A Volkswagen Caminhões e Ônibus (VWCO) anunciou um protótipo de ônibus elétrico movido a bateria de íons de lítio com nióbio que promete reduzir o tempo de recarga para apenas 10 minutos. 

A nova tecnologia foi desenvolvida a partir de uma parceria entre a montadora de veículos pesados, a japonesa Toshiba e a empresa de fornecimento de produtos de nióbio, a CBMM. A grande novidade das baterias com nióbio é o tempo de recarga, que fica em torno de 10 minutos para uma carga completa (de 0% a 100%).

Os primeiros testes serão iniciados pelo protótipo em breve. Esse período é indeterminado e será definido de acordo com a evolução da aplicação. No médio prazo, deve expandir para uma pequena frota destinada à essa validação. De acordo com a CBMM, a expectativa é de que as baterias com íons de lítio e nióbio estarão disponíveis no mercado a partir de 2025.

“Buscamos o crescimento sustentável do mercado de nióbio e, para isso, fomentamos novas aplicações e tecnologias para diversas indústrias. Seguimos impulsionando inovações em nosso principal segmento, o siderúrgico, mas temos buscado diversificar nossa atuação. Esperamos um crescimento acelerado no setor de baterias de agora em diante, com a evolução de materiais que garantam ainda mais competitividade e qualidade”, explica Ricardo Lima, CEO da CBMM.

Ônibus elétrico da VWCO, com bateria de lítio e nióbio
O modelo ainda é um protótipo para testar a bateria, que deve chegar ao mercado a partir de 2025. Foto: Divulgação/VWCO

Sobre o caminhão

Configurado sobre um chassi de 18 toneladas, o protótipo de ônibus tem autonomia estimada em 60 quilômetros, com um tempo de recarga de 10 minutos em uma infraestrutura de 300 kW. 

Ao todo, o modelo está equipado com quatro packs de baterias de lítio com ânodo contendo nióbio, cada um deles com capacidade útil de até 30 kWh. O sistema permite suportar uma recarga ultrarrápida, além de possibilitar a operação em temperaturas mais amenas, o que aumenta a vida útil e a segurança da bateria, e gera uma redução no consumo de energia pela menor demanda por arrefecimento do sistema.

“Esse projeto é estratégico para começarmos a desenvolver as próximas gerações da eletromobilidade. Há sete anos, surpreendemos o mercado com o primeiro protótipo de caminhão elétrico feito na América Latina. Agora, nos antecipamos mais uma vez às tendências mundiais e buscamos liderar a transformação da indústria, com parceiros de referência como a CBMM, que nos apoiará também ao receber o protótipo para testes de rodagem em operação real de sua fábrica em Araxá (MG)”, destaca Roberto Cortes, presidente e CEO da Volkswagen Caminhões e Ônibus.

Ler o Anterior

Watts lança a primeira moto Trail elétrica do mercado brasileiro

Ler o Próximo

Rede Graal amplia estações de recarga em rodovias de SP

Deixar uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Popular