Canal VE

13 de abril de 2024

Fernando de Noronha terá estações de recarga para bicicletas elétricas

Duas bicicletas elétricas estacionadas lado a lado

Bicicletas elétricas fazem parte do plano de mobilidade elétrica de Fernando de Noronha. Foto: Divulgação/Neoenergia Pernambuco

O arquipélago de Fernando de Noronha vai receber, em agosto, quatro estações de carregamento de bicicletas elétricas. A iniciativa é da Neoenergia Pernambuco, responsável por uma série de ações desenvolvidas no arquipélago para promover a mobilidade elétrica e incentivar a redução de emissões de poluentes no local, que é considerado Patrimônio Natural Mundial da Humanidade, reconhecido pela Unesco.

Os carregadores poderão ser utilizados gratuitamente pelos usuários de bicicletas elétricas na ilha. Cada uma das quatro estações contará com seis conexões, totalizando 24 pontos de carregamento. A energia será gerada por meio de placas fotovoltaicas, instaladas nas coberturas dos equipamentos. 

Os carregadores serão instalados em quatro pontos diferentes da ilha, facilitando a mobilidade dos usuários. Confira os locais:

  • em frente à Praça Flamboyant, no bairro Floresta Nova;
  • próximo ao restaurante Mergulhão, no Porto;
  • na Praça do Trinta;
  • próximo à sede do ICMBIO.

Além das seis conexões por estação, ainda serão instaladas duas tomadas comuns, para recarregar outros modelos de equipamentos.

A expectativa é que o sistema desenvolvido pelo Programa de Eficiência Energética da Neoenergia, regulado pela Aneel, esteja totalmente concluído e comece a funcionar até o mês de outubro deste ano. As estruturas serão doadas ao Governo do estado de Pernambuco.

Incentivo à mobilidade elétrica

Fernando de Noronha deve ser referência nacional em sustentabilidade ao ser a primeira localidade do país com carbono neutro. A lei estadual número 16.810, de 7 de janeiro de 2020, proíbe, a partir do dia 12 de agosto de 2023, a entrada na ilha de veículos que emitem dióxido de carbono. O objetivo é incentivar a entrada de veículos elétricos, visando a substituição total da frota de veículos poluentes a partir de 2030.

Por isso, ações como a da Neoenergia são importantes para essa transição para uma mobilidade mais limpa. Além da instalação de carregadores para as bicicletas elétricas, a distribuidora está levando 18 veículos elétricos para a ilha por meio do Projeto Trilha Verde. O objetivo é promover um estudo para identificar, avaliar e contribuir com o desenvolvimento de soluções e modelos de negócio voltados à mobilidade elétrica para o arquipélago. 

Esses carros ficarão à disposição de pousadas, locadoras, instituições que atuam na ilha, administração, equipes técnicas da concessionária e outros negócios ligados ao turismo. A intenção é analisar a utilização dos veículos em cada setor da economia local. 

O Trilha Verde prevê ainda a instalação de 12 estações de carregamento veiculares, com energia solar. A potência instalada total das plantas será de 100 kWp (quilowatt-pico) e a primeira delas já foi concluída.

O projeto de mobilidade com carros elétricos integra o Programa de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D) da Neoenergia, regulado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), com a parceria do Governo de Pernambuco, da Renault, WEG, Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), IATI, do CPqD, eiON e Incharge.

Ler o Anterior

Com novos suprimentos, Ford planeja produzir 600 mil VEs em 2023

Ler o Próximo

MINI Cooper 100% elétrico chega ao Brasil com tiragem limitada

Deixar uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Popular