Canal VE

20 de julho de 2024

Carro elétrico de luxo quebra dois recordes mundiais de uma vez

Carro pininfarina battista em tom verde correndo em alta velocidade

Carro elétrico da Pininfarina bateu os recordes em Dubai. Foto: Divulgação/Pininfarina Automobili.

Se para um carro quebrar um recorde mundial já é louvável, imagine dois. E se for de uma vez? Foi isso que a Pininfarina Automobili conseguiu com o Battista GT, seu modelo elétrico de luxo. 

No mesmo dia, o hiper-carro acelerou de 0 a 100 km/h em 1,86 segundos. Depois de manter a velocidade nos 100 km/h, precisou de apenas 31 metros para frear completamente.

Carro battista gt
O Battist GT acelerou de 0 a 100 km/h em 1,86 segundos. Foto: Divulgação/Pininfarina Automobili.

Com esse feito, o automóvel ganhou o título de aceleração mais rápida do mundo, ultrapassando inclusive os modelos que não são 100% elétricos. Até então, a honraria pertencia ao híbrido Koenigsegg Gemera, que levou 1.9 segundos para atingir 96 km/h (60 mph).

A homologação dos recordes foi realizada no Autódromo de Dubai, nos Emirados Árabes Unidos.

“Fico orgulhoso ao saber que nosso hiper GT entrega as promessas que fizemos ao estabelecer nosso plano de desenvolvimento. Com o Battista, nós alcançamos um desempenho que vai além das nossas metas, que já eram extremas”, afirmou Paolo Dellacha, Diretor de Engenharia e Produto da Pininfarina.

Carro pininfarina battista em uma pista de corrida visto por trás
O elétrico de luxo precisou de apenas 31 m para desacelerar de 100 para 0 km/h. Foto: Divulgação/Pininfarina Automobili.

“O pacote técnico do Battista inclui um sistema de freio de cerâmica de carbono, que permitiu ao hiper GT se tornar o carro elétrico com a frenagem mais rápida do mundo”, acrescentou Dellacha.

Além dos dois marcos, o carro também possui a maior autonomia para um hiper-carro elétrico de luxo: 476 km no ciclo WLTP.

Leia mais

Com 1900 cv e 238 kgfm (2.340 Nm) e velocidade máxima que pode chegar a 350 km/h, o Battista GT é o carro mais potente já produzido na Itália, segundo a montadora. 

Os interessados em adquirir um dos 150 exemplares que serão produzidos, deverão desembolsar um valor que começa em 2,2 milhões de euros (R$ 12 milhões na conversão atual), além dos impostos.

Ler o Anterior

Rodovia Fernão Dias ganha duas estações de recarga para VEs

Ler o Próximo

Recall online? Tesla vai atualizar sistema para 351 mil carros

Deixar uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Popular