Canal VE

14 de junho de 2024

Haval H6: testamos e aprovamos o SUV híbrido (HEV) da GWM

Haval H6 é um SUV grande

Haval H6 HEV chama a atenção pela aparência robusta. Foto: Rubens Morelli/Canal VE

Carro de entrada da GWM no Brasil, o Haval H6 HEV poderia muito bem ser considerado o topo de linha de outras marcas que oferecem SUVs no mercado brasileiro, graças à eficiência do conjunto híbrido, aliada à tecnologia embarcada, à conectividade, ao acabamento e, por que não, aos olhares indiscretos que ele provoca nas ruas.

Afinal, o modelo chama a atenção por onde passa. Nos seis dias em que a equipe do Canal VE esteve com o modelo, a convite da GWM, para fazer uma avaliação mais completa do Haval H6, muitas pessoas demonstraram a curiosidade e o interesse a respeito dele.

O SUV impressiona pelo design e também pelo tamanho. Com 4.683 mm de comprimento, 1.886 mm de largura, 1.739 mm de altura, além do entre-eixos de 2.738 mm, o Haval H6 é maior em todas as medidas que seus principais concorrentes na categoria e na faixa de preço: o Jeep Compass e o VW Taos, ambos a combustão, e o Toyota Corolla Cross XRX, também híbrido.

Assim, é fácil de entender o porquê o Haval H6, recentemente lançado no país, caiu no gosto dos consumidores e já é um dos veículos eletrificados mais vendidos do Brasil. Confira o vídeo com a avaliação completa.

 

 

Conhecendo o Haval H6 HEV

A versão híbrida convencional do Haval H6, da GWM, apresenta um motor 1.5 turbo a combustão, 16 válvulas e 4 cilindros, associado a um motor elétrico e à bateria de 1,6 kWh de capacidade, sem a necessidade de fonte externa de energia. O conjunto tem potência combinada de 243 cv e torque máximo de 530 Nm (54,04 kgfm). A velocidade máxima é de 175 km/h, limitada eletronicamente.

O tanque de combustível de 60 litros é responsável pela alimentação do motor, que também serve de gerador para a bateria. Embora a ficha técnica aponte 13,8 km/l de consumo urbano e 12 km/l de consumo rodoviário, segundo dados do Inmetro, no período de testes realizado pelo Canal VE, priorizando a maior economia, o carro teve o consumo de 17,4 km/l em uso misto, ou seja, tanto na cidade como na estrada. Com o tanque cheio, o painel indica até 900 km de autonomia, mas se o motorista souber tirar proveito de todas as funcionalidades do veículo, pode superar essa marca.

Imagem mostra os detalhes da grade frontal do Haval H6
Grade frontal do Haval H6 impressiona. Foto: Rubens Morelli/Canal VE.

Experiência ao volante

O Haval H6 é muito fácil de dirigir. A direção elétrica (talvez grande demais) é suave e proporciona prazer ao motorista, especialmente nas curvas, já que não é necessário empregar muita força no volante para fazer os pneus 225/55 de 19 polegadas se movimentarem. 

O mesmo vale para a aceleração, primeiro com o motor elétrico, para tirar um veículo de 1.699 kg da inércia, e depois com o motor a combustão, independentemente da velocidade empregada. Apesar do bom controle do carro, não dá pra abusar nas curvas em velocidades mais altas, sob o risco de perder a traseira.

O sistema de controle de condução adaptativo (ACC, na sigla em inglês), com reconhecimento das placas de sinalização, faixas de rolamento e controle de velocidade, faz com que o carro possa acelerar e frear sozinho, mantendo distância segura para o veículo da frente, e até mesmo nas laterais, fazendo a correção automática da direção no caso de avançar a faixa.  

Outro ponto positivo é o silêncio da cabine, mesmo com o motor a combustão acionado. Fruto do trabalho da GWM em relação à excelência na montagem do veículo, em especial no isolamento das estruturas e na fixação das peças, como constatou recentemente o especialista em mecânica automotiva, Fábio Fukuda, que desmontou um Haval H6 inteiro

Vale destacar ainda o sistema de resfriamento dos bancos dianteiros, recurso muito bem-vindo em dias de calor típico do Brasil.

Detalhe do fluxo de energia no painel do Haval H6
Painel do Haval H6 mostra o fluxo de energia em tempo real. Foto: Rubens Morelli/Canal VE.

Conectividade e segurança

Pelo painel com tela LCD de 12,3 polegadas, o motorista consegue configurar o carro de acordo com suas preferências, tanto no modo de condução (Normal, Eco ou Sport), como na recuperação de energia. Há ainda opções para regular o conforto da cabine, como climatização ou luzes, e ainda o auxílio para as manobras, com as câmeras 360º.

O carro também se conecta pelo Apple Car Play ou Android Auto, facilitando a navegação ou mesmo as mensagens instantâneas. O sistema de alto-falantes é bom, o que estabelece boa comunicação entre os interlocutores nas chamadas telefônicas. 

A maior dificuldade é navegar entre as telas, especialmente quando o motorista ainda não tem intimidade com tantos recursos. É preciso estudar e praticar mais vezes com o carro parado antes de tentar mudar do sistema Apple/Android para o sistema do carro ou vice-versa para não desviar a atenção do trânsito. O mesmo vale para os comandos por voz, previamente programados.

No quesito segurança, o carro tem freios com sistema de prioridade, ou seja, que permite frenagem mesmo com o acelerador pressionado. Além disso, tem frenagem autônoma de emergência para baixas velocidades, algo bastante usado em congestionamentos, oferecendo maior conforto ao motorista.

O Haval H6 vem com seis airbags, sendo dois frontais, dois frontais laterais e mais as cortinas que cobrem os bancos dianteiros e traseiros, sistema de fixação de cadeira infantil Isofix, e reconhecimento do uso do cinto de segurança de todos os ocupantes, entre outros pontos.

Visão traseira do Haval H6
Haval H6 permite frenagem mesmo com o acelerador pressionado. Foto: Rubens Morelli/Canal VE.

Avaliação

O Haval H6 HEV é uma excelente opção para quem busca um SUV de qualidade, com tecnologia embarcada de última geração e baixo consumo de combustível, graças à combinação do motor a combustão com o conjunto elétrico. 

Na comparação com os rivais diretos, como Jeep Compass, VW Taos e Toyota Corolla Cross XRX, o carro da montadora chinesa traz soluções interessantes, batendo os adversários em potência, espaço interno e capacidade de carga do porta-malas (560 litros), entre outros itens. Vale o investimento.

Ler o Anterior

Governo retomará imposto de importação de veículos elétricos

Ler o Próximo

Huawei e Chery lançam sedã de luxo que une potência e conforto

Deixar uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Popular