Canal VE

14 de junho de 2024

Ford anuncia nova fábrica de baterias LFP para carros elétricos

Imagem mostra fachada de prédio com logotipo da Ford em destaque

Nova fábrica da Ford nos Estados Unidos vai produzir baterias LFP. Foto: Reprodução.

A Ford vai instalar uma fábrica de baterias de fosfato de ferro-lítio (LFP), em Michigan, nos Estados Unidos, com um investimento de US$ 3,5 bilhões (cerca de R$ 18,1 bilhões). A nova planta permitirá oferecer aos clientes uma segunda tecnologia de baterias dentro da sua linha de veículos elétricos. As baterias LFP são excepcionalmente duráveis, usam menos materiais de alto custo e vão equipar vários veículos de passageiros e picapes de próxima geração da Ford. A empresa já produz baterias de níquel-cobalto-manganês (NCM).

O início da operação da nova fábrica está previsto para acontecer em 2026. Ela será uma subsidiária totalmente controlada pela Ford, com possibilidade de expandir a capacidade de produção.

Chamada de Blue Oval Battery Park Michigan, a nova fábrica será instalada em Marshall, Michigan, como parte do compromisso da empresa de investir mais de US$ 50 bilhões (R$ 259,8 bilhões) em veículos elétricos globalmente até 2026.

“Estamos comprometidos em liderar a revolução dos veículos elétricos e isso significa investir em tecnologia e empregos que nos manterão na vanguarda dessa transformação global na indústria”, disse Bill Ford, presidente executivo da Ford. “Também estou orgulhoso por termos escolhido nosso estado natal, Michigan, para este importante centro de produção de baterias”, afirmou.

Produção em série

Ao oferecer o LFP como uma segunda opção química de baterias – além do NCM –, a Ford permitirá aos clientes escolher um veículo elétrico com características de desempenho mais alinhadas às suas necessidades.

De acordo com a empresa, as baterias LFP são muito mais duradouras, tolerando carregamentos mais rápidos e mais frequentes que outros tipos de baterias, além de usar menos materiais de alto custo. Além disso, a localização estratégica da fábrica reduzirá custos logísticos e tarifários dos Estados Unidos.

A nova fábrica permitirá que a Ford melhore a disponibilidade de veículos elétricos para os clientes e fortaleça a demanda. A empresa trabalha para produzir 600 mil veículos elétricos por ano até o final de 2023 e 2 milhões globalmente até o final de 2026, como parte do seu plano Ford+.

“A linha de veículos elétricos da Ford gerou uma demanda enorme. Para atender o maior número possível de clientes, somos a primeira montadora a se comprometer a fabricar baterias NCM e LFP nos Estados Unidos”, diz Jim Farley, presidente e CEO da Ford. 

“Estamos cumprindo os nossos compromissos com a expansão da produção de baterias LFP e NCM e milhares – e em breve milhões – de clientes começarão a colher os benefícios dos veículos elétricos Ford com tecnologias de bateria duráveis e de ponta, que se tornarão mais acessíveis ao longo do tempo”, completa.

Antes mesmo da abertura da nova fábrica de baterias, a Ford vai introduzir baterias LFP no Mustang Mach-E neste ano, e na F-150 Lightning em 2024, para aumentar a capacidade de produção e reduzir o tempo de espera dos clientes.

Ler o Anterior

Ram revela picape elétrica que deve surgir nos EUA em 2024

Ler o Próximo

Intelbras lança linha completa de carregadores de carros elétricos

Deixar uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Popular