Canal VE

24 de junho de 2024

Carros elétricos pegam fogo após furacão e causam alerta

Carro Tesla vermelho tem marcas de incêndio na lataria

Carro elétrico da Tesla pegou fogo na Flórida após passagem do furacão Ian. Foto: Reprodução.

Os bombeiros da Flórida, nos Estados Unidos, estão em alerta. Após a passagem do furacão Ian pelo oeste do estado americano, carros elétricos da região atingida pelo fenômeno da natureza começaram a sofrer com incêndios

Embora a passagem do furacão tenha ocorrido em 29 de setembro de 2022, o problema se tornou recorrente ao longo do mês de outubro, quando seis carros elétricos pegaram fogo, segundo as autoridades. Em comum, todos sofreram com inundações provocadas pela tempestade.

Após investigações preliminares, os bombeiros da Flórida concluíram que os carros elétricos que permaneceram submersos ou tiveram contato com a água do mar ficaram mais suscetíveis a pegar fogo algum tempo depois das enchentes.

A explicação é que a água salgada do mar corrói os componentes da bateria do carro, que fica alocada na parte inferior do chassi. Com o tempo e o natural aquecimento do conjunto de baterias do uso do carro, a probabilidade de um princípio de incêndio é maior.

“A mistura de componentes elétricos e água salgada é uma receita para o desastre”, afirma Jimmy Patronis, chefe do corpo de bombeiros do estado da Flórida. “À medida em que essas baterias se corroem, começam os incêndios”, diz.

A maior preocupação dos bombeiros é que apagar um incêndio de um carro elétrico é mais difícil que de um tradicional, já que os componentes químicos presentes nas baterias requerem cuidados especiais. Presente na maioria das baterias, o lítio, quando decomposto, sofre uma oxidação maior. Em contato com a água, pode favorecer a combustão. Há, ainda, risco de explosão se o fogo entrar em contato com fósforo e alumínio, também presentes nos carros elétricos.

Assim, as autoridades do estado americano estão recomendando aos proprietários de veículos elétricos que tiveram contato com a água do mar que os deixem fora das garagens e, de preferência, eliminem qualquer resíduo de sal na bateria. A orientação é fazer uma limpeza completa na estrutura do carro, em especial nas baterias.

Preocupação

O senador americano eleito pelo estado da Flórida Rick Scott pediu uma reunião de emergência com o secretário de Transportes e os fabricantes de carros elétricos, incluindo Tesla, GM, Ford e Stellantis, para avaliar os estragos causados e evitar que novos casos aconteçam. Possíveis iniciativas de recall também estariam sendo consideradas.

“Essa ameaça emergente está obrigando que os departamentos de bombeiros do estado da Flórida diversifiquem recursos para a recuperação dos estragos causados pelos efeitos do furacão Ian para controlar esses riscos para a sociedade. Incêndios em carros elétricos representam uma situação extremamente perigosa”, disse Scott, citando que duas casas foram incendiadas no mês de outubro após as baterias dos VEs pegarem fogo nas garagens.

Bombeiros jogam água em carro branco da Tesla para apagar incêndio
Bombeiros tiveram trabalho após passagem do furacão Ian, na Flórida. Foto: Reprodução.

Carros elétricos são seguros 

Apesar das ocorrências recentes, o Conselho Nacional de Segurança dos Transportes dos Estados Unidos (NTSB, na sigla em inglês) afirma que veículos elétricos são seguros. De acordo com as estatísticas do órgão, são registrados 25 incêndios em VEs a cada 100 mil unidades vendidas. Já os carros a combustão registram 1.530 casos a cada 100 mil veículos vendidos.

Ler o Anterior

Parceria entre BYD e Santander vai facilitar financiamento de VEs

Ler o Próximo

Indigo e Green V querem instalar 700 pontos de recarga no Brasil

Deixar uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Popular