Canal VE

18 de maio de 2024

BorgWarner fornecerá inversores de 800 V para carros elétricos

Inversor é um equipamento prateado que deve ser acoplado à bateria de um carro elétrico

Inversor à base de carboneto de silício (SiC) de 800 V. Foto: Divulgação/BorgWarner.

Para manter o seu compromisso de investir na eletrificação das frotas para um futuro sustentável, a BorgWarner está ampliando seu negócio atual de inversores de 400 V com um importante OEM global, agora também fornecendo inversores à base de carboneto de silício (SiC) de 800 V

Os inversores de alta tensão eficientes e escaláveis ​​são destinados a plataformas de veículos elétricos a bateria (BEV). Duas variantes serão usadas nos BEVs de passageiros: uma de 250 kW para carros de passeio e veículos utilitários crossover com tração nas quatro rodas e um segundo módulo de 350 kW para os veículos de desempenho do OEM.

A produção dos novos inversores está prevista para começar em 2025, com um volume máximo de produção de cerca de 400 mil unidades.

 

Aplicação dos inversores

Em um veículo elétrico, o inversor é responsável por converter a corrente contínua (CC) gerada pelas baterias em corrente alternada (CA), necessária para o funcionamento dos motores elétricos. A corrente alternada é que cria o campo magnético que faz o motor elétrico se movimentar.

Se esta conversão ocorrer de forma mais eficiente no inversor, menos energia será retirada da bateria para liberar a mesma potência no motor elétrico. Se menos calor residual for gerado durante a conversão mais eficiente, a necessidade de resfriamento também diminui, o que novamente reduz o consumo geral de energia.

 

Maior eficiência dos equipamentos

Aproveitando a família de módulos de potência de silício e SiC baseados em Viper da BorgWarner, a empresa é capaz de fornecer inversores de 400 V e 800 V que oferecem menor massa, maior eficiência, escalabilidade excepcional e densidades de energia mais altas. Variando de 150 kW a 350 kW, os inversores BorgWarner podem ser personalizados para atender às necessidades exatas dos clientes.

“Como um fornecedor atual de inversores de 400 volts para a montadora, foi uma vitória significativa para nossa equipe ser contratado também para o programa de 800 volts”, disse o Dr. Stefan Demmerle, presidente e gerente geral da BorgWarner PowerDrive Systems. “Este negócio expandido solidifica a posição da BorgWarner como um fornecedor estratégico de inversores para este cliente de longa data enquanto eles fazem a transição para a próxima fase de sua estratégia de BEV.”

Apesar do anúncio da expansão dos negócios, a BorgWarner mantém o sigilo estratégico sobre qual empresa receberá os novos inversores da marca.

 

Resfriamento de baterias

A BorgWarner também anunciou que vai fornecer placas de refrigeração de bateria inovadoras destinadas à próxima geração de veículos elétricos de uma montadora alemã com atuação na Europa e nos EUA, cujo nome foi preservado. 

Placa é formada por um conjunto de pequenos cilindros acomplados lado a lado
Placas de refrigeração de baterias de carros elétricos. Foto: Divulgação/BorgWarner.

As placas de resfriamento da BorgWarner fornecem capacidade de resfriamento em um pacote mais compacto com peso e custo reduzidos. O design da placa também compensa as tolerâncias de montagem.

“Colaboramos com este cliente por mais de 30 anos como parceiro técnico, contribuindo para muitas novas tecnologias que o cliente integrou em seus veículos”, disse Joe Fadool, presidente e gerente geral da BorgWarner Emissions, Thermal and Turbo Systems. “Estamos orgulhosos de estender nosso relacionamento ao projetar componentes de refrigeração para os sistemas de bateria em suas mais recentes plataformas de desenvolvimento de veículos elétricos.”

De acordo com a BorgWarner, as placas de resfriamento de bateria desenvolvidas pela empresa são perfis de alumínio extrudado que serpenteiam entre as fileiras de células de bateria cilíndricas, em conformidade com seus contornos. Esse design garante contato ideal com a área de superfície da célula para transferência de calor altamente eficaz. 

As placas são interligadas em suas extremidades por um tubo de refrigeração que circula para controlar a temperatura das células.

Ler o Anterior

E-JS1 City Cargo é aposta da Jac para frotas urbanas elétricas

Ler o Próximo

Aperte os cintos: carro voador vai mudar a história das corridas

Deixar uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Popular