Canal VE

17 de maio de 2024

BMW anuncia a produção do X5, híbrido plug-in, em Araquari (SC)

BMW X5 é fotografado com o nascer do sol ao fundo

Versão nacional do BMW X5 Hybrid Plug-in será a xDrive 50e X-Line. Foto: Divulgação/BMW Group.

A BMW anunciou que irá começar a produzir o SUV X5 Plug-in Hybrid em seu complexo fabril de Araquari (SC). O modelo será o primeiro híbrido plug-in (PHEV) da marca a ser montado no Brasil. As primeiras unidades do SUV serão produzidas a partir do último trimestre de 2024.

A versão nacional será a xDrive 50e X-Line, que já é vendida no Brasil desde maio de 2023. O BMW X5 Hybrid Plug-in será mais um dos produtos já montados aqui no Brasil, como já acontece com os Série 3, X1, X3 e X4. 

“A BMW está comprometida com tecnologia. A planta de Araquari tem uma instalação moderna e altamente flexível. É a única planta da BMW no mundo que produzirá combustão com flex e híbridos”, afirma Michael Nikoloides, chefe de rede de produção e logística do BMW Group.

De acordo com a montadora alemã, o BMW X5 Plug-in Hybrid será produzido por meio de regime CKD, com peças importadas e montadas no Brasil. Entretanto, apesar da produção nacional, o modelo deve permanecer com o mesmo preço, de R$ 731.950.

BMW X5 é visto trafegando em estrada com paisagem montanhosa ao fundo
BMW X5 será produzido na fábrica de Araquari (SC). Foto: Divulgação/BMW Group.

Características do X5 Plug-in Hybrid

O veículo, que já está em sua 4ª geração, foi reestilizado em 2023, em seu lançamento para o mercado norte-americano. Pensado para a família, o SUV tem 4,93 m de comprimento, 2 m de largura, 1,75 m de altura, além de 2,97 m de entre-eixos.

Com relação à potência, o híbrido plug-in da BMW conta com uma combinação de um motor 3.0 turbo a gasolina de 313 cv e um motor elétrico de 197 cv. Os dois, juntos, garantem uma potência total de 498 cv e 71,4 kgfm de torque máximo para o SUV. Essa combinação permite uma aceleração de 0 a 100 km/h em 4,8 segundos e velocidade máxima de 250 km/h, limitada eletronicamente.

Além da combinação dos motores, o BMW X5 híbrido plug-in traz uma bateria com capacidade de 25,7 kWh, o que lhe garante uma autonomia de até 110 km, no ciclo WLTP, sendo utilizado apenas no modo 100% elétrico.

Já a autonomia com o tanque de combustível cheio e a bateria recarregada é de 628 km na cidade e de até 642 km na estrada. O tempo de recarga da bateria em carregadores de corrente alternada e 7 kW de potência leva em torno de 3 horas e meia.

Vista aérea da fábrica da BMW em Araquari (SC)
Fábrica da BMW em Araquari (SC) será adaptada para eletrificação de veículos. Foto: Divulgação/BMW Group.

Ler o Anterior

Especialistas debatem parecer de bombeiros sobre recarga de VEs

Ler o Próximo

Ferrari inaugura laboratório para pesquisar e desenvolver baterias

Deixar uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Popular